Vale a pena investir na poupança?

Contra fatos não há argumentos: a poupança é o investimento preferido dos investidores brasileiros. 109 milhões de pessoas deixam o dinheiro nesse tipo de aplicação. Sim, 109 milhões! É muita gente, né? Mas será que todas essas pessoas estão fazendo um bom negócio?

A poupança é conhecida por ser simples, segura e prática. Precisou do dinheiro? É só resgatar! Quer aplicar um pouco mais? É só transferir! Por essa fama estar muito enraizada na cultura dos brasileiros, poucas pessoas se perguntam se é um investimento que vale a pena.

Como tudo no mundo das finanças, é preciso analisar. Se você não sabe nem por onde começar, fique calmo! Nós do Yubb estamos aqui para te ajudar com isso. Nest post, vamos passar por todas as características da poupança e, no final, te responder se é um investimento que vale a pena ou não.

Inflação: a inimiga

Para falar sobre poupança, nós precisamos falar sobre a inflação. Inflação, em poucas palavras, significa um processo de aumento de preços. Sabe quando você vai ao mercado em dois dias seguidos e os preços já estão diferentes? É o efeito da inflação. No Brasil, o índice oficial que mede a inflação é o IPCA.

“Mas o que isso tem a ver com a poupança?” Tudo! A inflação é a maior inimiga da poupança. Dependendo de como estiver o IPCA do Brasil, o rendimento da poupança pode ser tão baixo que parece que você está ganhando dinheiro, mas na verdade está perdendo. Para sermos mais exatos, você perde “poder de compra”. Isso significa que o seu dinheiro perde valor diante as situações do mercado.

Exemplo simples e prático para você entender: você guardou R$100,00 para comprar uma roupa, mas, ao invés de comprar, coloca o dinheiro na poupança. Um ano depois, você ficou com R$ 105,00, ou seja, rendeu R$ 5,00. Quando vai comprar a roupa, percebe que agora ela custa R$110,00! O seu dinheiro não tem mais o poder para comprar aquele item.

Nesse caso, o que aconteceu? O valor da roupa foi reajustado de acordo com a inflação. A poupança teve um rendimento tão baixo que nem foi capaz de manter o seu poder de compra. Você perdeu dinheiro.

Vale lembrar que um dos maiores objetivos dos investimentos é fugir da inflação. Aliás, é mais do que manter o seu poder de compra e sim aumentá-lo para você ganhar ainda mais. Só por aí já dá para perceber que a poupança não é um investimento tão bom assim, né?

Rentabilidade e liquidez

Se a poupança pode render menos que a inflação, ela rende muito pouco. O cálculo é feito da seguinte forma:

  • Se a Selic (taxa de juros básica) for menor ou igual a 8,5% ao ano, a poupança rende 70% da Selic mais a TR (Taxa Referencial);
  • Se a Selic for superior a 8,5% ao ano, ela tem rentabilidade fixa: 0,5% mais a TR.

Para você ter uma ideia, o CDI (outra taxa de juros que move o mundo financeiro) sempre acompanha o valor da taxa Selic. No Yubb, você encontra investimentos em renda fixa que são tão seguros quanto a poupança e que rendem até 150% do CDI (ou até mais)! Se a poupança rende só 70% da Selic, isso significa que a rentabilidade é muito baixa.

Vale lembrar que a TR é um valor super baixo e que não influencia em praticamente nada no rendimento da poupança.

Já que estamos falando sobre rentabilidade, é muito importante passarmos pela questão da liquidez. No caso da poupança, a liquidez é imediata. Muita gente gosta de deixar o dinheiro na poupança para conseguir resgatar esse valor a qualquer momento. Realmente, isso é uma característica muito bacana.

Se você decidir resgatar o seu dinheiro, basta transferi-lo para a sua conta corrente e pronto. Em questão de minutos ele já estará lá disponível para ser usado. Mas vale dizer que outros investimentos também oferecem uma boa liquidez.

Existem CDBs que pagam bem mais de 100% do CDI e que oferecem liquidez diária. Ou seja, você pode resgatar o seu dinheiro a qualquer momento e, no próximo dia útil, ele estará na sua conta. Claro que não é tão imediato quanto a poupança, mas é muito válido.

“Vou deixar meu dinheiro na poupança mesmo! Posso retirá-lo a qualquer momento e vou ganhar meus rendimentos, é perfeito” 

Pera, pera, pera! Não é bem assim. É aí que está o X da questão!

Na maioria dos investimentos que existem com liquidez diária, a rentabilidade também é diária. Ou seja, todos os dias você está ganhando rendimentos em cima do valor aplicado e, se tirar antes do prazo definido, ganha o correspondente para o período que ficou investido.

Na poupança, a história é outra. Existe um conceito que se chama “aniversário da poupança” e isso significa que a sua rentabilidade só chega uma vez ao mês.

Por exemplo: se você colocou R$ 1.000,00 na caderneta no dia 15 de abril, ela só vai render no dia 15 de maio. Se você resolver resgatar o dinheiro no dia 14 de maio, já era! Não vai ter rendimento nenhum.

Isso é uma desvantagem muito grande, concorda? O conceito essencial dos investimentos é sempre ganhar dinheiro com rendimentos e se você ficou 29 dias com o dinheiro aplicado e não ganhou nada, você praticamente nem investiu!

Segurança

Um dos pontos mais positivos da poupança é a segurança. Ao transferir o seu dinheiro para a poupança, o brasileiro não tem medo de perder dinheiro já que o seu investimento está garantido pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Isso significa que, se a instituição financeira quebrar e você perder o dinheiro que estava na poupança, o FGC te devolve essa quantia. Sempre dentro das regras de utilização: R$ 250 mil por CPF/por grupo financeiro e sob um teto de R$ 1 milhão. Sim, você não corre o risco do banco quebrar; se tiver qualquer problema, o FGC está aí.

Mas é aí que entra a “pegadinha”: existem muitos outros investimentos em renda fixa que também são garantidos pelo FGC e que têm uma rentabilidade muito maior. Entre eles, estão os CDBs, RDBs, LCIs e LCAs. Além disso, também existem os títulos públicos do Tesouro Direto que são garantidos por ninguém mais ninguém menos do que o próprio governo federal!

Não tem como negar que a segurança da poupança é incrível. Mas, como já vimos ali em cima, sua rentabilidade é muito ruim. Se existem outros investimentos com a mesma segurança, por que não tirar seu dinheiro da poupança e aplicar em um deles?

Conclusão

Respondendo à pergunta do post: Investir na poupança vale a pena?

Não, não vale! Pedimos desculpas por te decepcionar, mas é a verdade. A poupança, na realidade, nem pode ser considerada investimento!

Se você tem um dinheirinho guardado na poupança, que tal colocá-lo em outros tipos de investimentos em renda fixa? No Yubb, nós te mostramos as melhores oportunidades do mercado! Basta digitar quanto você quer investir e por quanto tempo para selecionar a melhor opção para o seu bolso.

Agora que você já sabe de tudo isso, é hora de botar a mão na massa e começar a ganhar mais dinheiro! Se tiver qualquer dúvida ou comentário, deixe aqui embaixo que estamos sempre de olho.

 

Débora Duarte
Débora é produtora de conteúdo no Yubb e formada em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Bernardo Pascowitch
Bernardo é fundador e CEO do Yubb, buscador de investimentos totalmente gratuito para qualquer pessoa encontrar opções para aplicar melhor seu dinheiro. Bernardo é formado em direito pela Universidade de São Paulo (USP).

Débora é produtora de conteúdo no Yubb e formada em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.