A melhor forma de planejar sua aposentadoria

Como planejar a aposentadoria?

Ao entrarmos no mercado financeiro, nos deparamos com muitas opções possíveis para fazer o dinheiro da aposentadoria render. Então, com tantos lugares possíveis, onde faria mais sentido investir? Abaixo, lhe darei algumas opções, e cabe a você escolher qual lhe agradar mais.

como planejar a aposentadoriaPrevidência Privada

A previdência privada sempre foi um investimento alvo de críticas dos brasileiros. E, claro, isso tem o seu fundo de razão. Por muito tempo o brasileiro usou – e ainda usa – os bancos para investir.

E estes, por sua vez, sempre disponibilizaram previdências com um retorno muito ruim. Não é a toa que o investimento acabou sendo demonizado. 

Acontece que, diferente do que muita gente pensa, existem planos de previdência que são benéficos para o investidor. Ainda mais se este quer deixar algum beneficiário direto. 

Mas, qual dos planos escolher? 

Bom, a previdência tem suas especificidades. Para um investidor que declara seu imposto de renda pelo modo completo e que ainda deseja deduzir uma parte do seu IR pago, um plano PGBL se torna interessante. Agora, caso o investidor esteja preocupado apenas com o seu ganho na aposentadoria, um VGBL pode se tornar mais interessante. Isso porque no VGBL o Imposto de Renda é pago apenas em cima da rentabilidade.

No PGBL, é pago no total investido. E lembro, claro, que se o investimento for mantido por mais de 10 anos, a tabela regressiva se torna a melhor opção, pois a alíquota cai para 10%. Uma dica é pedir pelo CNPJ do fundo de investimento da previdência, ou a lâmina dele. Pois por meio dessas informações você consegue ver o rendimento do fundo.

O ideal é que ele esteja próximo dos 100% do CDI. 

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um dos grandes queridinhos do investidor como alternativa para aposentadoria. Isso porque, além de ter um rendimento muito bom historicamente, os investimentos no Tesouro Direto são os mais seguros do mercado. 

Além disso,  o tesouro direto te permite várias estratégias diferentes. Por exemplo, um dos títulos mais comprados para a aposentadoria é o Tesouro IPCA, pois este permite um rendimento acima da inflação. 

O plus dele é que você consegue escolher a forma de remuneração que você quer, pois ele ainda lhe permite os chamados cupons semestrais. Ou seja, você escolhe se quer receber o capital inicial + rendimentos apenas no vencimento da aplicação, ou se recebe a remuneração a cada 6 meses. Ainda assim, tem uma coisa aqui que você deve ficar atento: os resgates antecipados. Isso porque, em títulos com taxas pré-fixadas, como o tesouro IPCA e o pré-fixado, há o risco de você, caso resgatar antecipadamente, sair no prejuízo. 

Então, se há risco de você precisar do dinheiro no meio do caminho, procure por investimentos com taxas pós-fixadas de rendimentos. 

como planejar a aposentadoriaFundos Imobiliários

Os fundos imobiliários são ótimas opções dentro da bolsa de valores para se investir pensando na aposentadoria. Isso porque os fundos imobiliários contam com 2 vantagens: os dividendos e a isenção de IR em cima destes. 

Por ter, então, rendimentos mensais isentos de IR, os fundos imobiliários podem se tornar investimentos bem atrativos, com possibilidades de ganho até maiores que investimentos mais convencionais. Porém, isso tem um custo: o risco maior. Assim como as ações, os fundos imobiliários têm riscos maiores.

E não só riscos de mercado, mas riscos ligados também a liquidez dos ativos. Por isso, caso escolha essa opção, é bom procurar entender um pouco melhor este tipo de investimento. 

É até bom, pois muitos investidores acabam se preocupando muito com os preços dos ativos, o que, apesar de ser importante, não é o principal quando se procura rendimentos para aposentadoria. Uma das dicas aqui é se atentar no volume negociado dos ativos. Pois, quando se começa, é importante escolher alguns fundos que são mais negociados. Isso porque se você não acabar se sentindo confortável com o investimento, conseguirá retirar rapidamente o seu dinheiro.

Ações

Assim como os fundos imobiliários, algumas ações também são ótimas para a aposentadoria. Isso porque, entre as ações disponíveis, existem aquelas que também pagam dividendos aos seus acionistas. 

Investidores como o Luiz Barsi, conhecido como o maior investidor Pessoa Física na bolsa, fazem investimentos justamente com esse foco. E funciona. Mas, a bolsa de valores no geral tem riscos maiores, então a advertência que eu dei para os fundos imobiliários também serve para ações: procure conhecimento antes. 

Você irá se deparar com riscos maiores do que o mercado de renda fixa num geral, por isso é bom se preparar. No mais, ainda é importante analisar as ações, pois a distribuição de dividendos varia de empresa para empresa. Algumas ações pagam dividendos mensalmente, outras trimestralmente, por exemplo. É sempre bom isso. 

Uma dica também é sempre dar uma olhada nas chamadas ações preferenciais. São elas que têm prioridade no repasse de dividendos.

LCIs/LCAs

Por último, as LCIs e LCAs também podem se transformar em investimentos úteis para quem quer se aposentar. Isso porque elas são isentas de IR. Em casos de prazos mais curtos, justamente por serem isentas de IR, elas também acabam se beneficiando em relação aos demais investimentos na renda fixa. 

Agora, esse investimento, na medida que pode ser bom, também é muito mais situacional que os outros da lista. Como as LCIs/LCAs muitas vezes tem prazos fechados, o investidor tem que acabar deixando o seu dinheiro preso por um tempo na aplicação, o que não é muito favorável, ainda mais para quem já está buscando a renda mensais da aposentadoria. E como os seus rendimentos só são resgatáveis no vencimento, ela possui muitas desvantagens em relação aos outros investimentos dessa lista. 

Agora, ainda assim, caso esteja procurando um investimento para prazos curtos (até um ano), e que tenha isenção de IR, estes aqui podem ser um baita investimento!

 

 

 

Gustavo é economista, mestre em negócios internacionais pelo ISCID-CO, na França e Coréia do Sul. Também é especialista em marketing, com segunda graduação na área. Empreendedor com mais de 15 anos de experiência nos setores de tecnologia, educação e finanças. Além de marketing e educação, é apaixonado por meditação e desenvolvimento mental.