Média Móvel Exponencial: Como e Quando Utilizar?

Média Móvel Exponencial (ou MME) é um indicador de análise técnica extremamente popular. É utilizada tanto por analistas de mercado em relatório de análise, quanto pelos investidores que utilizam nossa plataforma de Análise Técnica diariamente.

Não importa se você é um investidor iniciante ou um investidor avançado, as médias móveis exponenciais certamente ainda irão ajudar muito nas suas análises e nas suas operações na bolsa de valores.

Vou explicar o que você precisa saber para investir melhor usando a Média Móvel Exponencial, o seu funcionamento e suas limitações.

Vamos lá:

média móvel exponencial

Para que serve uma Média Móvel

Em primeiro lugar você deve entender que qualquer um que olhar o gráfico de um ativo negociado na bolsa de valores irá notar imediatamente duas coisas:

  1.  Os preços variam bastante formando diversos picos e vales
  2.  É possível notar a formação de tendências ao longo do tempo

No final das contas, os pequenos movimentos no preço não mostram muita coisa. Porém a tendência no preço é extremamente importante para o investidor.

Uma solução encontrada para solucionar este problema foi a aplicação de Médias Móveis no histórico de preços de um ativo. Deste modo, os movimentos são suavizados e diversas altas e baixas sem muita importância são eliminadas; ficam somente os movimentos mais relevantes da tendência.

Fórmula da Média Móvel Exponencial

A Média Móvel Simples é a média do preço nos últimos N períodos; ela dá igual importância para os preços considerados. Porém, a Média Móvel Exponencial dá mais importância aos preços mais recentes, mesmo considerando todos os preços do período escolhido.

Veja a fórmula da média móvel exponencial:

media movel exponencial

Deste modo, o preço de 2 dias será multiplicado por 2/3 (0,66) e terá mais peso que o preço de 4 dias que é multiplicado por 2/4 (0,5).

cotações no excel

 

Criamos uma planilha de Excel com a fórmula da Média Móvel Exponencial aplicada no histórico do Ibovespa: faça o download aqui.

 

É importante notar que por levar em conta os valores passados, as médias móveis em geral não são projetadas para identificar rapidamente as reversões nos preços. Por isso são consideradas na categoria de indicadores seguidores de tendência.

Caso o seu objetivo seja identificar rapidamente a formação de novas tendências, é recomendado o uso de indicadores mais avançados. Algumas opções: Índice de Força Relativa (IFR), o Estocático, entre outros.

Para entender mais sobre o funcionamento das Médias Móveis, veja o artigo sobre a Média Móvel Simples (MMS).

Também ensinamos aqui no blog como avaliar uma estratégia de Médias Móveis.

Vantagens da Média Móvel Exponencial

A Média Móvel Exponencial possui algumas vantagens em relação a Média Móvel Simples. Entre elas podemos citar:

1. Dá menos importância aos preços antigos

Como vimos na fórmula, quanto mais recente é o preço, mais peso ele terá no valor da MME atual. Ao longo do tempo, a importância deste valor vai sendo gradualmente reduzida, até quase não impactar mais. Esta é uma vantagem para mercado que mudam com mais frequência, como é o caso da bolsa de valores.

2. É mais rápida que a MMS

Por dar mais importância aos valores recentes, a MME também se adapta mais rapidamente à novas mudanças e tendência, mostrando novos sinais antes da média móvel simples.

3. É fácil de utilizar

Como a média móvel exponencial indica muito bem os movimentos das tendências, ela é ideal para os investidores iniciantes darem seus primeiros passos na análise técnica.

Seu entendimento é fácil e apesar de dar menos sinais de compre e venda que outros indicadores, os sinais dados pela MEE em geral possuem um nível de confiança maior.

MME vs. MMS

Vale ressaltar que não necessariamente utilizar a Média Móvel Exponencial é melhor do que usar a Média Móvel Simples.

Como esta última é a média verdadeira do período considerado, acaba sendo mais confiável para indicar suportes e resistências. É muito comum que analistas utilizem ambas as Médias Móveis simultaneamente.

Veja as diferenças de comportamento entre esses dois indicadores, no gráfico diário do Ibovespa:

média movel exponencial e média móvel simples

Quantos períodos utilizar na Média Móvel Exponencial

O único parâmetro que deve ser definido para o cálculo da Média Móvel Exponencial é a quantidade de períodos anteriores que serão considerados. Este número irá influenciar o comportamento do indicador: quanto mais períodos, menos sensível ele será aos novos movimentos.

Daí vem uma dúvida muito comum entre os investidores, quantos períodos utilizar na média móvel exponencial?

Embora não exista uma regra fixa para os valores, quanto maior o número mais de longo prazo será a análise e portanto o número de períodos considerados deve variar de acordo com o objetivo da análise: curto, médio ou longo prazo.

Em um gráfico com período diário estes números costumam ser:

  • Curto Prazo: de 5 a 20 períodos
  • Médio Prazo: de 20 a 60 períodos
  • Longo Prazo: mais de 100 períodos

Cruzamento das Médias Móveis

A Média Móvel Exponencial é muito útil para confirmar novas tendências, e portanto é justamente em mercados com tendências que elas têm valor. Nesta situação uma estratégia muito utilizada é o cruzamento do média móveis.

Uma MME subindo indica que a tendência é de alta e o contrário é verdade para um MME caindo. Assim como uma troca de direção, indica que ocorreu uma reversão e agora a tendência é outra. Você pode utilizar diferentes períodos na MME para identificar as tendências de curto, médio e longo prazo.

Médias móveis com períodos diferentes apontando para a mesma direção reforçam a existência da tendência, mostrando força naquela direção. Quando as médias divergem e se cruzam, dão um sinal de compra ou de venda, mostrando que o mercado está tendendo a mudar de direção:

  • Sinal de Compra: a MME mais curta cruza para cima da MME mais longa
  • Sinal de Venda: a MME mais curta cruza para baixo da MME mais longa

(Obs.: nunca confie suas decisões em um único indicador, veja aqui como combinar indicadores para tomar decisões mais acertadas.)

Veja este comportamento para identificar as tendências no gráfico do Ibovespa:

média móvel exponencial

Cruzamento Com o Preço

A Média Móvel Exponencial também ajuda a sinalizar momentos de compra e venda quando cruza com a linha dos preços:

  • Sinal de Compra: quando os preços cruzam para cima da Média Móvel
  • Sinal de Venda: quando os preços cruzam para baixo da Média Móvel

Cruzamentos com o preço podem ser combinados com mais de uma média móvel, uma de médio prazo e uma de longo prazo por exemplo.

Os sinais de compra e venda seriam assim confirmados somente quando o preço cruzar ambas as Médias Móveis. Por exemplo, se os preços estão acima da MME de 200 dias, um analista somente iria considerar uma confirmação quando o preço cruzar para cima da MME de 50 dias.

Pela imagem anterior, podemos notar que esta estratégia não é muito vencedora em um mercado sem fortes tendências, porém em mercados com tendência definidas, esta estratégia tem o seu valor:

MME

Como Suporte e Resistência

Médias Móveis também podem ser utilizadas como suporte de uma tendência de alta e resistência em uma tendência de baixa

Uma tendência de curto prazo, frequentemente encontra suporte e resistência na MME de 20 dias, enquanto que uma tendência de longo prazo encontra estes pontos na MME de 200 dias.

Existem autores que defendem que isso ocorre simplesmente porque o uso desses parâmetros é tão amplamente utilizado que acabam tornando-se uma profecia auto realizável.

No entanto, isso pode ser utilizado para confirmar as mudanças nas tendências e está em linha com os ensinamentos da mãe da análise técnica, a Teoria de Dow.

Conclusões

Como todo indicador de análise técnica, as vantagens de utilizar a Média Móvel Exponencial devem ser ponderadas pelas suas desvantagens.

Por ser um indicador seguidor de tendência, está sempre a um passo atrás, porém em mercados de tendência forte isso não é necessariamente algo ruim.

Como a velha máxima diz, “a tendência é a melhor amiga do investidor” e é sempre melhor negociar na direção dela. Neste sentido, a Média Móvel Exponencial irá lhe ajudar a determinar a direção correta da tendência, porém você não esperar comprar no fundo e vender no topo utilizando este indicador como base.

Assim como todos os indicadores de análise técnica a média móvel exponencial não deve ser utilizada sozinha. É importante utiliza-la em conjunto com outros indicadores, como o Índice de Força Relativa, por exemplo, para determinar situações de sobre compra ou sobre venda.

Estude, treine e conte a Plataforma Gráfica do Bússola do Investidor para te ajudar em tudo isso! :)

Diego Wawrzeniak (@diegowrz) é autor do Guia do Imposto de Renda na Bolsa.
Trabalhou no mercado financeiro e é economista pela FGV. Além de finanças, também é apaixonado por empreendedorismo, inovação e conversar com outros investidores.

  • Junio Tomas dos Santos

    Sensacional, que aula! Muuuito obrigado Diego.

  • Erick

    Otimo artigo !! venho estudando o cruzamento de medias e em mercados em tendencia funciona bem !!
    porem em ativos sem tendencia pode gerar falsos cruzamentos !!
    Diego , vc indicaria outro indicador para trabalhar em conjunto com o cruzamento de medias afim de evitar estes falsos cruzamentos ?

  • Fabricio F Silveira

    Excelente trabalho didático! Parabéns pela simplicidade do conteúdo e facilidade no entendimento.

  • Antonio Carlos Nogueira

    Parabéns Diego, muito ilustrativa e de facil entendimento sua matéria.
    Abraço

    • Obrigado Antonio!
      Se gostou deste, também irá gostar do artigo sobre as Bandas de Bollinger também: http:/bandas-de-bollinger/

      Grande abraço,