7 Dúvidas Sobre Imposto de Renda Que Todo Investidor Tem

Na hora de declarar é que as dúvidas sobre imposto de renda na bolsa começam a aparecer.

Após mais de 5 anos ajudado e ensinando investidores a calcular e declarar seu imposto de renda corretamente, resolvi juntar neste artigo as 7 dúvidas que mais aparecem entre os investidores.

Continue lendo este artigo para descobrir quais são elas, e suas respectivas respostas.

DICA:

Se você deseja aprender mais sobre o imposto de renda na bolsa (algo que recomendo à qualquer investidor sério), veja o Guia do Imposto de Renda na Bolsa, um guia detalhado e didático, explicando o passo a passo de tudo o que você precisa saber e fazer.

Então vamos para as dúvidas:

duvidas sobre imposto de renda

1# Até quando posso compensar prejuízos na bolsa de valores?

Enquanto você não tiver lucros para compensar, deve deixar estes prejuízos acumulados registrados, ou seja, não há um tempo limite para estes valores possam ser compensados.

No entanto, é muito importante que você lembre de duas coisas:

  1. Somente lucros com data posterior ao do prejuízo podem ser compensados. Ou seja, o lucro de janeiro não poderá ser compensado com um prejuízo de fevereiro em diante. No entanto, um lucro em março já pode ser compensado com o prejuízo de fevereiro.
  2. Para levar o prejuízo de um ano para o próximo, é necessário informar em sua declaração anual de imposto de renda que você tem este prejuízo acumulado. Caso contrário, você perde o direito de utiliza-lo futuramente.

2# Quando devo pagar o Imposto de Renda sobre meus lucros na bolsa?

Se você quer estar em dia com a Receita e não pagar multas e juros (algo que recomendo fortemente), deve apurar e pagar seu imposto de renda até o último dia útil do mês seguinte.

Então se eu tive um lucro de R$ 300 em operações day trade no mês de fevereiro, por exemplo, tenho até o último dia útil de março para gerar a DARF e pagar os R$ 60 de imposto de renda. Após esta data, o imposto fica atrasado e terei que adicionar juros e multas no valor a ser pago.

Muitos investidores iniciantes acham que só deverão pagar o IR em bolsa de valores em abril do ano seguinte, junto com a declaração anual. ->ISSO NÃO É VERDADE!

Evite cair nessa armadilha e deixar que seus lucros na bolsa sejam comidos por juros e multas.

3# Como saber se estou isento de pagar IR no mês?

Existe a isenção de imposto de renda para lucros proveniente de operações normais com ações (em que a compra e a venda foram em dias diferentes).

Esta isento de pagar IR sobre este tipo de lucro qualquer investidor que vendeu um valor de até R$ 20.000 no mês.

O que gera muita dúvida é quais vendas devem ser consideradas para calcular este valor, Muitos investidores se perguntam se as vendas de operações day trade e vendas descobertas devem estar incluídas nesta conta?

A resposta é SIM. Todas as vendas de ações realizadas no mês devem estar incluídas nesta soma, não importa o tipo da operação. Caso o valor fique abaixo, ou igual a R$ 20.000, você está isento de pagar IR sobre o lucro das operações normais.

duvidas sobre imposto de renda

4# Posso compensar o prejuízo em Fundos Imobiliários com o prejuízo em Ações?

Não. São tipos de ativos diferentes, e portanto, têm regras diferentes para a apuração de imposto de renda em bolsa.

Vale lembrar que os Fundos Imobiliário têm isenção de IR somente para os dividendos pagos pelo Fundo, ou seja ganhos com a valorização da cota no momento da venda são tributadas e precisam ter o imposto de renda recolhido até o úti9mo dia útil do mês seguinte.

5#  Quando devo preencher a DARF?

A DARF é um documento utilizado para pagar o Imposto de Renda, portanto uma DARF deve ser preenchida e gerada no site da receita Federal toda vez que você tiver que pagar o Imposto de Renda. Ou seja, em meses que você obteve prejuízo, não precisa gerar a DARF.

Outra coisa que deve ser lembrada é que uma DARF não deve ter valor inferior a R$ 10. Ou seja, caso você tenha menos de $ 10 para pagar de imposto de renda do mês anterior, deve acumular este imposto com os dos próximos meses, até que o valor seja superior a R$ 10.

Neste caso não serão cobrados nem juros nem multas, já que a própria Receita Federal que não aceita receber DARFs abaixo de R$ 10.

duvidas sobre imposto de renda

6# Devo usar prejuízos acumulados para compensar lucros isentos?

Não. Se um lucro está isento de imposto é porque você não precisa pagar nada sobre ele. Portanto, não há impostos a serem compensados por prejuízos aqui.

Guarde seus prejuízos para compensar os lucros que são tributados. Lucros isentos não precisam ser compensados e portanto não abatem de seu saldo de prejuízo acumulado.

7# O que fazer com o IRRF se fechei o ano no prejuízo?

Se você fechou o ano no vermelho, saiba que já pagou imposto de renda independente disso com o IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte). Como você não teve lucros, não terá impostos a serem pagos e este valor retido pode ser restituído a você.

No entanto, adianto que pedir a restituição deste valor não é nada fácil e envolve bastante burocracia. Então a menos que você seja um mega investidor e tenha vários milhares de Reais retidos no IRRF, a melhor solução é guardar este valor em seu saldo de prejuízos acumulados para compensar futuramente com outros lucros.

duvidas sobre imposto de renda

Conclusão

Se você me perguntar porque escolhi 7 dúvidas para responder, vou dizer que foi o número que me pareceu mais apropriado para um único artigo, mas a verdade é que existem centenas de dúvidas sobre o imposto de renda que aparecem na cabeça dos investidores.

Ao longo destes anos, em que ajudei milhares de investidores a apurar e declarar o IR corretamente, com certeza já respondi mais de 1.000 dúvidas diferentes, sobre os mais variados temas.

Caso queira saber a resposta para todas as suas dúvidas e ter seu imposto de renda em ordem e em dia, confira aqui o Guia do Imposto de Renda na Bolsa.

Diego Wawrzeniak (@diegowrz) é autor do Guia do Imposto de Renda na Bolsa.
Trabalhou no mercado financeiro e é economista pela FGV. Além de finanças, também é apaixonado por empreendedorismo, inovação e conversar com outros investidores.

  • Paulo Russomanno

    Diego

    Tudo muito util, vou adquirir seu guia. Uma pergunta adicional, as operações com compra e venda de ações durante um ano independentemente se pagaram ou não imposto de renda nos meses correspondentes, deverão ser parte da declaração anual, supondo que voce comece em janeiro com as compras e vendas e chega em dezembro com tudo vendido?

  • Felipe

    O lucro obtido na compra e na venda de ações em função do exercício de opções (venda de put e venda de call respectivamente) também entra na conta dos R$20.000,00 ?
    Ou por não ser mercado a vista, devo calcular o preço médio de compra e venda e pagar imposto (15%?) em cima dessa diferença?
    Obrigado
    Felipe