Descubra os 7 estágios da moeda

Por |2018-07-06T13:25:54+00:0024 de maio de 2018|

Você sabia que a moeda já passou por diferentes estágios até chegar às que conhecemos hoje? Esse instrumento de troca entre as pessoas já foi mercadoria e até partes de animais até alcançar as estruturas atuais. Conheça a trajetória da evolução da moeda.

1º estágio da moeda: Escambo

As comunidades antigas usavam, como forma de pagamento, a troca de mercadorias produzidas por elas. Para quitar dívidas e efetuar compras, valia, como moeda de troca, fumo, sal, conchas, óleo de oliva, gado e até peles de animais, mandíbulas de porco e crânios humanos.
Outra forma utilizada nessa época é a troca de serviço por produtos ou serviço por serviço. A prata e o ouro ganharam espaço como moedas de trocas por serem raros, duráveis e bonitos.

2º estágio da moeda: Mercadoria

Após o estágio escambo, as pessoas começaram a utilizar suas mercadorias como forma de troca. Diferente do que ocorria antes, nessa época eles trocavam no pelo que ambos precisavam, mas considerando o valor e raridade da mercadoria.

Isso permitiu a troca entre países, já que as necessidades de ambos eram bem distintas. Por exemplo, no Canadá as moedas de trocas mais valiosas eram as peles de animais e tabaco. Já na Rússia e pele de animais não tinha o mesmo valor. Por isso a troca considerava o que ambas as partes precisavam e julgavam valer um produto pelo outro.

3º estágio da moeda: Metalismo

Com o tempo as pessoas foram percebendo que as mercadorias eram difíceis de transportar, armazenar e manusear. Além disso, algumas precisavam de cuidados especiais, como é o caso do boi que podia morrer durante o trajeto.
Com isso os metais preciosos sobressaiam já que eram mais fáceis de manusear, dividir, duravam mais e tinham melhor aceitação. Logo o problema foi referente a pesagem e este rapidamente foi resolvido ao adicionar o valor impresso na moeda.
Nessa época os metais utilizados eram o ferro, bronze e cobre, já que eram abundantes. Porém, logo apresentou problemas, já que todos podiam ter acesso a esses materiais e cunhar suas próprias moedas. Para resolver essa questão, foi introduzido no mercado o ouro e a prata.
Rapidamente as moedas metálicas ficaram conhecidas e famosas por diversas regiões que passaram a utilizá-las como instrumentos monetários. E por ser um pequeno peso e de grande valor, a moeda metálica foi adotada como instrumento de troca, aquisição e pagamento.
Por questões físicas e econômicas, os metais conquistaram a posição de agentes monetários preferenciais e a moeda de ouro passou a ser vendida, entesourada e exportada, perdendo o valor monetário, apenas.

4º estágio da moeda: Moeda-Papel

Com o grande movimento do sistema monetário, as moedas de papel foram criadas com a finalidade de se unir às moedas metálicas, servindo como moeda de troca no caso de uma quantidade elevada pra realizar pagamento.
Por exemplo, para a compra de uma casa era mais viável apresentar um certificado de depósito emitido por casas de custódia no valor do imóvel do que carregar um saco com moedas metálicas. Essa moeda de papel podia ser trocada por moedas de metal nas casas de custódia, sem aviso prévio.

5º estágio da moeda: Papel-Moeda

Com a popularização da moeda papel, as casas de custódio ficaram sobrecarregadas com moedas metálicas. Foi então que se começou a emitir uma carta de crédito anexada a quantidade de moedas que cada cliente tinha nas casas de custódio.
Essa foi uma vantagem para comerciantes e produtores que tiveram uma forma nova de conseguir expandir os seus negócios, através de uma fonte de financiamento diferente.

6º estágio da moeda: Escritural

Muitos costumam dizer que essa é uma moeda invisível, já que corresponde a crédito e débito. Até nos dias atuais ela corresponde a boa parte dos meios de pagamentos, mais conhecidos como moeda bancária, ou seja, depósitos bancários que são movimentos através de cheques.

7º estágio da moeda: Digital

A moeda digital é mais conhecida como criptomoedas e ganha destaque o bitcoin, uma modalidade que não requer a confiança de uma instituição financeira. Resumindo, ela é a primeira moeda digital descentralizada do mundo e para muitos é uma moeda autônoma. O bitcoin tem um sistema próprio e seu sucesso é tão grande que já existem diversas lojas que aceitam o pagamento através da moeda digital.
Considerando desde o estágio da moeda-metalismo, percebemos que evoluímos muitos, monetariamente falando. Porém, as moedas digitais ainda não são de conhecimento de toda a população e vai levar um tempo para que todos comecem a fazer uso.
E você, tem ideia de qual será o 8º estágio da moeda? Arrisca um palpite?

Por: xBinOp

Veja também