Como ajudar seu filho a ser S.M.A.R.T na definição de metas

Por |2018-06-08T08:01:15+00:0027 de outubro de 2017|

Hoje vamos falar sobre economia para crianças. Mas para continuar você já deve dominar o conceito de Caixinha de Natal. Se ainda não o fez, você deve baixar e ler nosso  ebook gratuito “Como dar mesada para seu filho”.

Veja também o infográfico que fizemos especialmente para explicar um pouco mais sobre o método dos 4 potinhos.

Economia para crianças na prática

Resumidamente, Caixinha de Natal é o pote no qual a criança irá guardar a sua graninha para uma compra grande.

É através da Caixinha de Natal que iremos ensinar aos nossos filhos a estipular metas. Fazer uma poupança periódica. E, com o tempo, alcançar o sonho de consumo almejado.

Para isso, nós do Graninha Kids elaboramos um formulário simples para você preencher juntamente com sua criança. Veja no final desse artigo.

Existem muitas maneiras e técnicas para se estabelecer metas, no caso utilizamos uma técnica de definição de metas chamada SMART.

SMART é um acrônimo que se originou do inglês:

  • Specific (específicos)
  • Measurable (mensuráveis)
  • Attainable (atingíveis)
  • Realistic (realistas)
  • Time Bound (temporizáveis).

Ah! É importantíssimo lembrar que a definição da meta deve ser feita JUNTO da criança. Não adianta o pai ou mãe definir tudo, preencher o formulário e colar no quarto da criança.

Os planejamentos são mais bem sucedidos quando feito em conjunto. Como estamos falando de crianças, nós pais e mães devemos auxiliar, mostrar o caminho, fazer uma conta mais complicada e por aí vai. Mas o processo todo deve ser feito com a participação das crianças.

Então, vamos definir uma meta para a Caixinha de Natal.

#1 – A meta deve ser Específica

Pergunte ao seu filho ou filha o que ele gostaria de comprar com o dinheiro que for poupado na Caixinha de Natal.

Não deixe que a meta seja algo do tipo:

Eu quero comprar um jogo para Xbox.

Ou então:

Vou comprar uma bicicleta com dinheiro da Caixinha de Natal.

O seu papel como orientador é mostrar que a meta pode ser mais detalhada, deve ser mais específica.

Vá fazendo perguntas para ir aumentando as características daquilo que será o alvo da graninha.

  • Qual modelo de bicicleta? Qual tamanho do aro?
  • Qual jogo para Xbox? Esportes? Aventura?

O objetivo é chegar em uma meta do tipo:

Eu quero comprar o FIFA 17 para XBOX.

#2 – A meta deve ser Mensurável

No planejamento empresarial o atributo mensurável está associado a indicadores. Mas no nosso caso, mensurável vai estar relacionado ao valor. Ou seja, quanto custa?

Assim fica claro que quanto mais específica for nossa meta (veja o item anterior) mais fácil será definir o valor.

Esse momento será ótimo para incentivar o seu filho a realizar uma pesquisa de preços. Deixe que ele faça a pesquisa por conta própria.

Talvez ele vá te chamar para ir ao shopping. Vá com ele, deixe-o fazer a pesquisa in loco.

Mas depois o incentive a pensar se não teria uma forma mais simples de realizar essa tarefa. (Lembre-se da Lei do Mínimo Esforço). Incentive-o a fazer uma pesquisa na internet, por exemplo.

Esses detalhes sempre irão variar de acordo com a idade da criança. Mas, esse é um exemplo que aconteceu com uma criança do Graninha kids. Os pais utilizaram a pesquisa de preços para dar vários ensinamentos à criança.

No final dessa etapa precisamos chegar a algo como:

Eu quero comprar o FIFA17 para XBOX que hoje custa R$120,00.

#3 e #4 – A meta deve ser Atingível e deve ser Realista

Nessa etapa você irá ajudar ao seu filho ou filha a analisar se é possível atingir a meta escolhida. E, se será possível atingir dentro da nossa realidade.

Eu quero comprar o FIFA17 para XBOX que hoje custa R$120,00. Para isso juntarei R$ 4,00 toda semana até o próximo sábado.

Não adianta “forçar a barra”. Aqui é o momento de mostrar para as crianças que o tempo vai passar mais rápido do que elas imaginam.

Lembre a ela que para os gastos com coisas mais rápidas temos a Carteira da Diversão.

Se o jogo custa R$ 120,00 e eu economizo R$ 4,00 por semana na Caixinha de Natal, então é viável alcançar o objetivo em 30 semanas.

(Aqui vale a mesma dica da pesquisa de preços. Aproveite o momento para ensinar coisas novas à criança. Fazer contas, preencher uma planilha no Excel, entre outras coisas. Tudo de acordo com a idade dela.)

Depois de analisar a viabilidade da meta você responderá a pergunta: Apenas a graninha da Caixinha de Natal é suficiente?

Então teremos duas opções.

A primeira opção é caso a meta não seja atingível. Nesse caso, você pode voltar etapa anterior ou então incorporar mais novas formas de aumentar a graninha da Caixinha de Natal. Isso envolve o empreendedorismo infantil que por enquanto não vamos entrar em detalhes.

No segundo caso, sendo a meta atingível, podemos prosseguir ao próximo passo.

Ao final dessa etapa nossa meta já estará da seguinte maneira:

Eu quero comprar o FIFA17 para XBOX que hoje custa R$120,00. Para isso juntarei R$ 4,00 toda semana.

#5 – A meta deve ter um Tempo para ser cumprida

Nessa etapa vamos definir o prazo no qual a meta será alcançada. Ou seja, a resposta que toda criança faz: Quando terei a graninha necessária?

Simples assim:

Eu vou comprar o FIFA17 para XBOX que hoje custa R$120,00. Para isso juntarei R$ 4,00 toda semana, ao longo de 30 semanas.

Ou, para ser mais fácil da criança visualizar:

Eu vou comprar o FIFA17 para XBOX que hoje custa R$120,00. Para isso juntarei R$ 4,00 toda semana, até o dia 15 de novembro.

Finalizando

Dessa forma, acreditamos que estamos ensinando economia para crianças de uma maneira simples e prazerosa. Para auxiliar nossos pais e mães nessa tarefa, a equipe do Graninha Kids criou o formulário abaixo.

É uma forma que encontramos para aumentar a motivação e facilitar o acompanhamento das crianças.

Clique na imagem para baixar o formulário e preencha junto do seu filho ou sua filha.

Depois cole em um local de fácil visibilidade.

Agora é só esperar para chegar o grande dia.

Veja como ficou a Meta da Caixinha de Natal que fiz com o Felipe, meu filho mais velho.

 

Um grande abraço,

Fabiano Hilário

 

Imagens: créditos Freepick.

 

 

Veja também