Como Otimizar Seus Ganhos Com Canais de Keltner

Os Canais de Keltner, são poderosas ferramentas de análise de tendência e volatilidade na análise técnica, desenvolvida originalmente pelo americano Chester W. Keltner, na década de 1960.

Trata-se de um canal, ou envelope como também é chamado, que envolve as variações dos movimentos dos preços de ativos financeiros. Seu criador o elaborou para monitorar seus investimentos no mercado futuro de grãos de café em Chicago.

canais de keltner

Esta poderosa ferramenta gráfica pode te ajudar em:

  • Acompanhar a tendência dos preços de ativos financeiros
  • Gerar padrões automáticos de suporte e resistência
  • Monitorar a volatilidade a fim de controlar movimentos inesperados
  • Identificar oportunidades de compra e venda

 Como é formado

Chester Keltner elaborou o indicador inicialmente a partir de uma média móvel simples de 10 dias do chamado preço típico, que é a média aritmética do preço de fechamento, da máxima e da mínima para cada ponto do tempo ([Máxima+Mínima+Fechamento]/3).

A partir daí ele soma à linha central o valor da média móvel também de 10 dias dos valores de máxima e mínima (range do candle). Já a banda inferior é formada através da subtração deste valor da linha central.

Na década de 1980 este cálculo foi aperfeiçoado pela também americana Linda Bradford Raschke, quem ganhou muito dinheiro operando no mercado futuro. Ela passou a utilizar uma média móvel exponencial para acompanhar a tendência e o Average True Rate (ATR) para computar a volatilidade média dos preços e assim definir as distâncias das bandas superior e inferior.

Neste formato, que se tornou mais popular e é utilizado até hoje, a linha central é uma média móvel exponencial de 20 períodos, já as bandas superior e inferior são definidas pelo ATR de 10 períodos com um ajuste de dois períodos para cima e para baixo, fechando o envelope.

Abaixo vemos esta configuração através do gráfico dos preços da BBDC4:

canais de keltner BBDC4

Qual a diferença entre Keltner e Bandas de Bollinger?

O conceito por trás do uso dos Canais de Keltner se assemelha muito ao uso das famosas Bandas de Bollinger, que são mais comuns entre investidores brasileiros.

Não obstante, os Canais de Keltner são muito populares entre investidores europeus e americanos. A diferença entre os dois está exatamente da fórmula de cálculo para se desenhar as linhas das bandas que formam o envelope.   Por serem elaborados através do cálculo que computa as máximas e mínimas representadas nos candlesticks, os Canais de Keltner se veem menos sensíveis a variações nos preços do que quando se utilizam as Bandas de Bollinger.

Veja no gráfico abaixo como esta diferença fica explícita, as linhas azuis das Bandas de Bollinger são mais voláteis e, via de regra, acabam ficando dentro dos Canais de Keltner.

canais keltner

Uma vantagem dos Canais, portanto, é que eles podem ser mais eficientes na hora de identificar pontos de sobrevenda e sobrecompra exatamente pelo fato de serem menos sensíveis.

Utilizando os Canais de Keltner em suas operações

Conforme citamos no início deste artigo, os Canais de Keltner têm várias funcionalidades na análise gráfica e pode realmente ajudar o investidor a otimizar os ganhos nas operações de mercado.

O modo mais comum e fácil de operar por Canais de Keltner é quando os preços estão aparentemente “andando de lado“, que é o jargão do mercado financeiro para dizer que os preços estão sem uma tendência de alta ou baixa definida.

Assim, é possível, no daytrade e no longo prazo ganhar dinheiro no mercado de ações, por exemplo, sem ter que esperar que os preços necessariamente cresçam sistematicamente.   O primeiro passo é identificar uma tendência lateral (“andando de lado”) nos preços, que pode ser identificado através dos Canais de Keltner pela linha central, ela deve ser relativamente plana e sem uma direção de queda ou alta.

Você pode averiguar que a maioria dos fechamentos, máximas e mínimas, caracterizados nos candlesticks, estão dentro do envelope, com algumas poucas quebras.

Veja a imagem abaixo como exemplo:

Depois disso deve-se buscar os pontos que estão rompendo o envelope, ou seja, que estão temporariamente saindo para fora dos Canais de Keltner, seja acima da banda superior, seja abaixo da banda inferior.

Uma quebra abaixo da banda inferior, seguida de uma volta ao canal, nessas condições, pode sinalizar uma entrada no ativo, ou seja, lança-se um sinal de compra. Alternativamente, sua saída do ativo, ou seja, a venda desta posição montada, será sinalizada caso os preços rompam a banda superior do envelope.

Desse modo fica mais seguro monitorar a volatilidade dos preços e garantir um bom retorno financeiro. Veja no gráfico abaixo a ilustração de uma operação de compra e venda realizada com auxílio dos Canais de Keltner.

Neste exemplo, realizando um backtest poder-se-ia alcançar uma rentabilidade de 15% em dois meses, com um mercado com tendência lateral como foi o de 2011.

Mas atenção, estes pontos devem se caracterizar por um fechamento fora dos Canais uma volta logo em seguida. Se averiguar-se que o rompimento esta sucedido por múltiplos outros fechamentos fora do envelope, pode significar um rompimento de tendência, que poderá passar a subir ou cair.

Bons Investimentos!

Diego Wawrzeniak (@diegowrz) é autor do Guia do Imposto de Renda na Bolsa.
Trabalhou no mercado financeiro e é economista pela FGV. Além de finanças, também é apaixonado por empreendedorismo, inovação e conversar com outros investidores.