Trading System no Semanal (Tendência & Oscilação)

Até o momento, o Trading System híbrido apresentado utilizou-se dos dados do gráfico diário na realização dos backtest. Nesse artigo veremos como o Trading System no Semanal Híbrido, ou seja, o mesmo apresentado na semana passada, porém considerando os dados do gráfico semanal.

O leitor verá que há algumas diferenças em utilizar os dados semanais ao invés dos dados diários.

Basicamente elas são:

  • Diminuição no número de operações;
  • Movimentos mais amplos e mais extensos em dias e;
  • Rentabilidade média maiores das operações positivas e negativas.

trading system no semanal

Teoria do Trading System no Semanal

A teoria do TS é a mesma do artigo passado. As compras ou vendas ocorrem de acordo com a inclinação da média móvel simples de sete períodos do preço de fechamento. A única alteração é que antes era considerado o preço de fechamento diário, e agora será o preço de fechamento da semana (último dia útil de negociação na semana).

A posição comprada é iniciada quando a inclinação da média móvel simples passa de negativa para positiva. A posição vendida é iniciada quando a inclinação passa de positiva para negativa. As posições são mantidas enquanto não houver alteração na inclinação da média móvel simples.

Além da média móvel, esse TS também utiliza um indicador técnico de oscilação como filtro das operações. O indicador escolhido foi o Índice de Força Relativa (IFR). Quando o indicador estiver na região de sobrecomprado (acima de 70) evita-se as entradas na compra enquanto que evita-se as entradas na venda quando o indicador estiver sobrevendido (abaixo de 30).

O Backtest

Para o backtest foram utilizados os dados da VALE5 de jun/2008 a jan/2013, totalizando quatro anos e meio. A tabela abaixo relaciona todas as operações identificadas nesse período e as respectivas rentabilidades:

Operação

Data de Entrada

Data de Saída

Preço de Compra

Preço de Venda

Rentabilidade

Venda

06/06/2008

28/11/2008

20,54

42,00

104,5%

Compra

28/11/2008

05/12/2008

20,54

18,01

-12,3%

Venda

05/12/2008

12/12/2008

20,99

18,01

-14,2%

Compra

12/12/2008

19/12/2008

20,99

21,11

0,6%

Venda

19/12/2008

02/01/2009

21,95

21,11

-3,8%

Compra

02/01/2009

27/02/2009

21,95

22,48

2,4%

Venda

27/02/2009

13/03/2009

22,29

22,48

0,9%

Compra

13/03/2009

20/03/2009

22,29

22,71

1,9%

Venda

20/03/2009

09/04/2009

24,88

22,71

-8,7%

Compra

07/08/2009

29/01/2010

28,16

36,38

29,2%

Venda

29/01/2010

12/02/2010

36,90

36,38

-1,4%

Compra

12/02/2010

26/02/2010

36,90

38,38

4,0%

Venda

26/02/2010

05/03/2010

40,88

38,38

-6,1%

Compra

05/03/2010

07/05/2010

40,88

37,57

-8,1%

Venda

07/05/2010

23/07/2010

36,75

37,57

2,2%

Compra

23/07/2010

10/09/2010

36,75

36,09

-1,8%

Venda

10/09/2010

24/09/2010

38,88

36,09

-7,2%

Compra

24/09/2010

30/12/2010

38,88

42,72

9,9%

Venda

30/12/2010

07/01/2011

44,83

42,72

-4,7%

Venda

11/02/2011

18/02/2011

44,53

44,02

-1,1%

Compra

18/02/2011

25/02/2011

44,53

43,66

-2,0%

Venda

25/02/2011

01/07/2011

41,89

43,66

4,2%

Compra

01/07/2011

05/08/2011

41,89

36,14

-13,7%

Venda

05/08/2011

23/09/2011

37,71

36,14

-4,2%

Compra

23/09/2011

21/10/2011

37,71

35,73

-5,3%

Venda

21/10/2011

28/10/2011

39,32

35,73

-9,1%

Compra

28/10/2011

02/12/2011

39,32

37,65

-4,2%

Venda

02/12/2011

09/12/2011

36,91

37,65

2,0%

Compra

09/12/2011

16/12/2011

36,91

35,34

-4,3%

Compra

20/01/2012

09/03/2012

38,67

37,67

-2,6%

Venda

09/03/2012

16/03/2012

39,53

37,67

-4,7%

Compra

16/03/2012

23/03/2012

39,53

38,22

-3,3%

Venda

23/03/2012

27/04/2012

40,16

38,22

-4,8%

Compra

27/04/2012

04/05/2012

40,16

39,14

-2,5%

Venda

04/05/2012

29/06/2012

37,90

39,14

3,3%

Compra

29/06/2012

27/07/2012

37,90

35,61

-6,0%

Venda

27/07/2012

14/09/2012

36,49

35,61

-2,4%

Compra

14/09/2012

28/09/2012

36,49

34,13

-6,5%

Venda

28/09/2012

05/10/2012

33,85

34,13

0,8%

Compra

05/10/2012

01/02/2013

33,85

39,20

15,8%

* Valores ajustados

.

Análise Trading System no Semanal

As estatísticas de rentabilidade do Trading System no Semanal baseadas nos dados das operações estão resumidas na tabela abaixo:

Rentabilidade Total

36,5%

Número Total de Operações

40

Rentabilidade Média por Operação

0,91%

Número de Operações Positivas

14

Número de Operações Negativas

26

Taxa de Acerto

35%

Rentabilidade Total das Operações Positivas

181,6%

Rentabilidade Total das Operações Negativas

-145,1%

Rentabilidade Média das Operações Positivas

13,0%

Rentabilidade Média das Operações Negativas

-5,6%

Payoff Ratio

2,3

Drawdown Máximo

-84,6%

Número Máximo de Operações Negativas Consecutivas

6

A rentabilidade total acumulado no período foi de +36,5%, o que resulta em uma rentabilidade média de +0,91% por operação. Esses valores podem ser considerados baixos em virtude do período considerado no backtest ser bem extenso (quatro anos e meio), mas de qualquer maneira o resultado é positivo.

A taxa de acerto foi de 35% e que mesmo sendo baixa o TS obteve um resultado positivo por causa do alto payoff ratio de 2,3. Novamente aqui é possível identificar a relação entre taxa de acerto e payoff ratio. Se uma dessas estatísticas tiver um valor baixo não significa que o TS não é lucrativo pois se a outra estatística tiver um valor alto o TS pode ser lucrativo, e bem lucrativo.

É preciso atentar para dois pontos negativos nos resultados desse backtest. O primeiro é o drawdown máximo bastante negativo (-84,6%). Esse valor para alguns investidores pode representar a ruína se não tiverem um controle de risco associado às suas operações. O segundo ponto negativo é que grande parte da rentabilidade positiva desse TS é proveniente de uma operação que rendeu +104,5%. Isso é bastante comum em TS que baseia as entradas e saídas em alguma média móvel, um indicador de tendência.

Por último é possível ver que a rentabilidade média tanto das operações positivas quanto das operações negativas tiveram um valor bem acima daqueles calculados no backtest com dados do gráfico diário. Isso esta bem em linha com a diferença na utilização de dados semanais e diários. Gráficos semanais contemplam movimentos mais amplos que no gráfico diário, tanto para cima como para baixo.

Conclusão

O resultado desse TS no gráfico semanal da VALE5 não foi tão lucrativo quanto no gráfico diário, mas sem dúvida o resultado não é desprezível pois foi positivo. O que o leitor pode fazer é diversificar a aplicação do TS e suas operações. Ao invés de operar o TS em apenas uma periodicidade gráfica, passar a utilizá-lo em conjunto com outras periodicidades. Se em uma periodicidade os resultados não estão bons, em outra os resultados podem estar excepcionais.

André Cazelato

André Cazelato é economista formado pela Universidade de São Paulo (FEA/USP) e Certificado como analista de valores mobiliário (CNPI-T) pela Apimec. Dedica-se desde 2007 a acompanhar e a estudar o mercado financeiro elaborando metodologias, estratégias operacionais e Trading Systems. É o proprietário da consultoria CZ Trading System pela qual oferece diversas estratégias a seus clientes. Seu email para contato é cztradingsystem@gmail.com

  • Leandro Garcia

    Grandes conclusões nos estudos. E o melhor, realistas.
    Parabéns Andre!
    Também faço estratégias e estudo o mercado desde 2008.
    Sucesso!