O que são Suporte e Resistência?

Suportes e Resistências são sem sombra de dúvidas pontos muito importantes em relação a oferta e demanda de um preço. Esse artigo tentará simplificar o entendimento e a leitura gráfica de suportes e resistências.

https://www.youtube.com/watch?v=0bGBaY1jaZM

O que é um Suporte?

O suporte é o local de preços onde a procura por compras é forte o suficiente para “segurar” os preços, de modo que eles não caiam. Teoricamente quando um preço está próximo ao suporte ele tende a ficar mais barato, de modo que a procura supere a oferta, evitando possíveis quedas no preço a partir daquela região. É bem comum a compra nas regiões de suporte, na tentativa de comprar mais barato e vender mais caro. Entretanto, nem sempre as compras em regiões de suporte são bem sucedidas, pois a perda desse suporte pode dar início a possíveis novas quedas, alertando assim um sinal vendedor. É importante considerar que após a perda do suporte ele poderá ser considerado como uma nova resistência, outro fator de fundamental importância é a força do suporte após vários toques do preço.

Suporte e Resistência

Confira outros exemplos:


Suporte   Suporte_03       Suporte e Resistência

 

 

O que é uma Resistência?

A resistência pode ser vista como uma zona de preços onde a procura por compras não traz ao mercado força suficiente para uma contínua alta dos preços. Quando um preço se aproxima da resistência é bem comum entre investidores considerar que os preços estão caros, de modo a qual a procura por compras diminui e a venda aumenta, trazendo assim possíveis baixas nos preços. É comum entre alguns investidores vender seus ativos nas regiões de resistência, considerando que o preço está caro e após o encontro com a resistência ele tende a cair. Entretanto, nem sempre os encontros dos preços com a resistência sofrem queda. A resistência pode ser também um ponto de entrada de compra, caso haja força dos preços. Uma resistência rompida pode significar uma grande força do mercado em novas altas dos preços. É importante considerar que após a perda da resistência ela poderá ser considerada como um novo suporte.

Resistência_1

Confira outros exemplos:

Resistência_04          Resistência_03           Resistência_02

Observações:

Podemos notar que o suporte é o inverso da resistência, portanto pode se considerar que após um rompimento a resistência pode ser considerada como um novo suporte. O mesmo ocorre para a perda de suporte, a qual o antigo ponto de suporte será considerado como uma nova resistência.

Alguns investidores optam por vender um ativo quando ele toca uma forte região de resistência (reteste), o mesmo ocorre nas regiões de suporte.

Nem todo rompimento de suporte e resistência é acompanhado de uma grande força ou tendência. Podem ocorrer rompimentos falsos!

 

Alessandro Camelo

Alessandro Camelo é Consultor de Estratégias na SmarttBot e trader no mercado de ações e futuros. É especialista em Análise Gráfica e graduando em Administração de Empresas pelo Centro Universitário Newton Paiva.