Média Móvel do Volume

O Volume é um indicador muito utilizado em nossa ferramenta de análise técnica, no entanto existe uma variação que é ainda mais útil do que o Volume por si só: a média móvel do Volume.

Também chamado de Volume + MA, vem da sigla em inglês Volume Moving Average, que significa literalmente Volume Média Móvel.

Ele nada mais é do que uma média móvel simples aplicada ao popular indicador de Volume.

Volume analise tecnicaComo já diz o nome, o Volume + MA serve para exibir o volume transacionado (compras e vendas executadas) de certo ativo financeiro em determinado ponto do tempo juntamente com a média móvel desse mesmo volume ao longo do tempo.

Por ser de fácil utilização e simples de ser interpretado o indicador de Volume com sua média móvel é um dos preferidos entre os analistas e traders do mercado financeiro.

Para que serve?

Com o indicador Volume + MA você poderá facilmente identificar:

  • O volume de transações de qualquer ativo negociado na Bolsa
  • A tendência do volume transacionado
  • Quebras de tendências nos preços
  • Rompimentos de suportes e resistências

Como é calculado?

O volume é computado pelo número de transações de compra e venda efetuadas para qualquer ativo financeiro e pode ser exibido como o número de ações transacionadas, que é o mais comum, o número de negócios feitos ou pelo volume financeiro movimentado.

Apesar do conceito simples, o volume é um dos indicadores mais utilizados na análise técnica e ajuda muito no acompanhamento dos preços numa análise gráfica de um ativo qualquer.

O volume transacionado, assim como os próprios níveis de preços de uma ação, por exemplo, é um indicador significativamente volátil, variando muito em função do horário do dia e dependendo muito da atuação de grandes participantes do mercado.

Ou seja, ás vezes é difícil identificar um padrão ou tendência no volume por conta disso, abaixo se pode observar tal volatilidade pelo gráfico de volume abaixo do gráfico dos preços. Veja o gráfico da PETR4 (o Volume é a área vermelha):

Volume PETR4

Desse modo, para contornar essa dificuldade, se associa o indicador de volume com média móvel desse mesmo volume em apenas um indicador, Volume + MA.

Como visto no artigo Média Móvel Simples, a média móvel (MM), ou moving average (MA) no termo em inglês, é a média em um determinado período de uma série de dados passados de uma série de tempo. Neste caso, são computados os valores de períodos anteriores do volume transacionado de certa ação.

Desse modo se tem um indicador suavizado do volume e uma indicação de tendência deste. Em geral, o volume + MA é exibido nos gráficos como uma série de sticks (barras) representando o volume e uma linha representando a média móvel do volume, sendo que o período para calculo dessa média móvel varia de acordo com o prazo de análise (curto, médio ou longo) e com o gosto do investidor que analisa um ativo.

Abaixo vemos uma imagem representativa do Volume + MA:

Volume média móvel

Confirmando novas tendências

VolumeEsse indicador é extremamente útil e é utilizado por muitos analistas e investidores para confirmar uma tendência de preços.

Se os preços seguirem uma tendência de alta, o volume + MA será aproximadamente crescente nos dias de alta e decrescente nos dias de baixa de preços. Caso contrário, se os preços seguirem uma tendência de queda, o volume + MA será maior nos dias de queda e menor nos dias de alta.

Ou seja, os preços de uma ação poderão estar numa tendência de alta, por exemplo, se nos candlesticks relativos à alta dos preços corresponder um crescimento do volume, apesar do preço poder ter uma correção, o volume cai, mas sugere que voltará ao seu nível quando o preço estava crescente, o que pode indicar que a tendência de alta se confirmará:

Rompimento de suportes e resistências

Além dessa utilidade, o volume + MA pode ser extremamente útil para identificar rompimentos de suportes e resistências.

Um rompimento de uma resistência no nível de preços associado a um volume maior poderá corroborar para a tese que o nível de preços passe a, de fato, seguir uma nova tendência de alta. E vice e versa no caso do rompimento de um suporte. Esse é um dos pontos fundamentais da teoria de Dow.

No exemplo abaixo vemos o rompimento de uma resistência num dia de volume muito alto, sugerindo que houve uma grande demanda por esse ativo a partir desse dia, o que indica uma subida nos preços e alerta um sinal de compra neste dia.

O analista atento poderia ter se beneficiado muito com esta compra de ELPL4:

Volume

Outra atenção que o analista deve manter é o fato desse volume maior estar significativamente acima de seu parâmetro de média móvel (MA), caracterizado pela linha vermelha.

Isso dá ainda mais força na hipótese de crescimento dos preços no médio prazo. Assim a média móvel do volume (MA) serve não só para suavizar e identificar melhor sua tendência, mas também para corroborar com hipótese de mudanças de padrões no crescimento dos preços.

Por fim, mostramos mais uma imagem mostrando como alterações no volume podem confirmar ou negar uma tendência passada dos preços. Neste exemplo, um tendência de queda é intercedida por um aumento grande no volume que passa a ditar uma nova tendência lateral nos preços:

Média Móvel do Volume

Sua vez de usar  Volume + MA

Agora que você já aprendeu a teoria, é hora de praticar! Acesse nossa ferramenta gráfica aqui e procure encontrar os sinais dados pelo Volume + MA.

Você também pode aprender como combinar este indicador aqui.

Diego Wawrzeniak (@diegowrz) é autor do Guia do Imposto de Renda na Bolsa. Trabalhou no mercado financeiro e é economista pela FGV. Além de finanças, também é apaixonado por empreendedorismo, inovação e conversar com outros investidores.