Mais lenga lenga – Análise Semanal

O Índice Bovespa mostrou mais uma semana muito chata, onde o único pregão de alguma emoção foi na quarta-feira, mas sempre acompanhado de volume financeiro muito fraco, que tem sido a marca deste mês de dezembro.

A situação ainda é basicamente a mesma, com um viés claramente baixista por conta dos topos descendentes, mas ainda sem convicção para se falar em vendas tão pesadas, já que o espaço é curto até o suporte em 49.500 pontos.

grafico ibovespa

O gráfico semanal também continua fraco e precisando de fundos ascendentes antes de começar a falar em compras, mas ainda não acredito que qualquer mudança tão importante vá acontecer ainda neste ano, principalmente por conta do péssimo volume financeiro das últimas semanas, já deixando o mercado em clima de final de ano.

O Índice Dow Jones ainda não preocupa, mesmo que tenha perdido o suporte em 15.790 pontos, conseguiu ao menos segurar na mme50 e mostra força compradora principalmente nos tempos mais longos a partir do seu gráfico semanal com fundos largamente ascendentes. Para o curtinho prazo, um stress um pouco maior pode aparecer abaixo dos 15.700 pontos, mas apenas com 200 pontinhos de espaço para uma queda rápida.

Está difícil arrumar um papelzinho de grande liquidez para se falar em compras, por isso vou falar de dois menos badalados, que são AMAR3 e DASA3, ambos em nosso relatório de recomendações. No lado negativo, também tem aparecido algumas vendas, como BRML3, HBOR3 e ABCB4, além da repetida MGLU3.

A AMAR3 apanhou bastante desde o meio do ano, quando saiu dos R$ 32,00 para os R$ 18,00, mas agora vai tentando se reerguer. No dia 28/11 já havia conseguido um rompimento que deixou a situação menos pessimista, e agora finalmente passou dos R$ 20,47, colocando a tendência de alta em letra maiúscula em busca dos R$ 22,50, mas com um pequeno empecilho no caminho em R$ 20,85. Os indicadores até ajudam essa melhora, com o OBV nas máximas das últimas semanas e o Adx apontando para cima e ganhando força.

Uma prova de que podemos fazer operações seguidas no mesmo papel é a DASA3, que depois de encerrarmos uma operação de compra há uns dias, hoje conseguimos pegar o rompimento da parte superior da congestão em R$ 12,90, chamando então uma bela compra que tem objetivo nos R$ 14,00. Os indicadores também estão arrumadinhos e o enorme volume descendente das últimas três sessões também ajuda a passar algum viés mais positivo e justificando as compras.

No campo negativo, também há vários papéis chamando possíveis vendas, como a BRML3 em caso de perda da mínima do ano em R$ 17,65, chamando mais vendas em todos os tempos, diário, semanal e mensal. O stop é um pouco distante, apenas em R$ 19,01 mas é o topo anterior, já que precisamos de um stop mais firme neste caso já que a operação pode demorar um tempo mais longo. O OBV continua condizente com sua tendência de baixa.

Para quem gosta de figuras de reversão maiores, a HBOR3 tem uma enorme figura de OCO no semanal a ser rompida no suporte em R$ 7,76, cujo rompimento declararia mais uma venda em busca da mme200 neste mesmo tempo gráfico, em R$ 6,50. Vale lembrar que a liquidez do papel não é tão forte e o stop também fica longo, mas seria o primeiro sinal realmente pesado de venda no semanal do ativo desde a crise de 2008.

O banco ABCB4 continua brigando com o suporte em R$ 12,00, já testado algumas vezes nos últimos dias e em caso de rompimento chama primeiramente uma venda até os R$ 11,57 e depois disso com um caminho enorme. Seu semanal também vai dando indicações de venda, principalmente pelo OBV fraco.

A MGLU3 já está vendida em nosso relatório de recomendações, mas hoje perdeu novamente um suporte em R$ 7,59 e agora mira nos R$ 7,30 com grande ajuda do seu Adx, que continua apontando para cima. O OBV também concorda com isso e aponta a tendência de baixa. Ao contrário de algumas das anteriores, neste caso seria apenas um trade mais curtinho.

A próxima semana será a última completa neste ano, mas deve continuar sofrendo com a falta de volume financeiro, já que nas semanas seguintes já temos os vários feriados de final de ano. Por conta disso, as operações direcionais ainda são, no geral, arrojadas e continuo gostando de operações não direcionais, como long and short e vendas cobertas.

Um ótimo final de semana para todos!!

 

Este relatório foi preparado pela equipe de análise de investimentos da Ágora Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. (“Ágora”), que é uma sociedade controlada pelo Banco Bradesco BBI S.A. (“BBI”), mesmo controlador da Bradesco S.A. Corretora de Títulos e Valores Mobiliários (“Bradesco Corretora”). O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Ágora.
Este relatório é distribuído somente com o objetivo de prover informações e não representa uma oferta de compra e venda ou solicitação de compra e venda de qualquer instrumento financeiro. As informações contidas neste relatório são consideradas confiáveis na data de sua publicação. Entretanto, as informações aqui contidas não representam por parte da Ágora ou da Bradesco Corretora garantia de exatidão dos dados factuais utilizados. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 17 da Instrução CVM 483:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste vídeo refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Ágora, à Bradesco Corretora, ao BBI e demais empresas do Grupo Bradesco.
A remuneração do(s) analista(s) de investimento está, direta ou indiretamente, influenciada pelo resultado proveniente dos negócios e operações financeiras realizadas pela Ágora, Bradesco Corretora e BBI.
O analista de investimentos Daniel Marques declara que possui vínculo com pessoa natural que trabalha para o emissor objeto do vídeo de análise: PETROBRÁS.
O analista de investimento João Marcello Schoenberger declara que ele e/ou seu cônjuge ou companheira são, direta ou indiretamente, em nome próprio ou de terceiros, titulares de valores mobiliários objeto dos relatórios de análise: BBDC4, RDNI3 e BEMA3.
Declarações nos termos do art. 18 da Instrução CVM 483:
O Bradesco tem participação direta acima de 5% na empresa Cielo S.A.. A Bradseg Participações Ltda., empresa do Grupo Bradesco, tem participação indireta acima de 5% no Fleury S.A. A BRADESPAR S.A., cujo grupo controlador é composto pelos mesmos acionistas que controlam o Bradesco, tem participação indireta acima de 5% na VALE S.A..
Ágora, Bradesco Corretora, Bradesco BBI e demais empresas do grupo Bradesco têm interesses financeiros e comerciais relevantes em relação ao emissor ou aos valores mobiliários objeto de análise.
O Bradesco BBI está participando como coordenador na oferta de distribuição pública de ações de Unidas S.A. e units da Via Varejo S.A.. A Ágora e a Bradesco Corretora estão participando como instituições intermediárias na oferta de distribuição pública de ações de GAEC Educação S.A. e Ser Educacional S.A., de Certificados de Recebíveis Imobiliários de Brazilian Securities Companhia de Securitização.
Nos últimos 12 meses, o Bradesco BBI participou como coordenador nas ofertas públicas de distribuição de títulos e valores mobiliários das companhias: Abril Educação, Aliansce, Banco BTG Pactual, Banco do Brasil, BB Progressivo II – FII, BB Seguridade, Biosev, BHG, BNDESPAR, BR Malls, Bradespar, Brasil Telecom, CART, CEDAE, Chemical VII, Chemical VIII, Colinas, Comgás, CPFL Energias Renováveis, Daycoval, EcoRodovias, Ecovias, Embratel, Equatorial, Estácio, FII BTG Pactual Corporate Office Fund, Fleury, Gafisa, Gávea Crédito Estruturado (FIDC), Iguatemi, JBS, Marfrig, MPX, Multiplan, OAS, OI, Petropar, Raízen Energia, Restoque (Le Lis Blanc), Rodobens, Sabesp, Smiles, Vale e Vix Logística. Também atuou como assessor financeiro de Alpargatas na operação com a Osklen.
Nos últimos 12 meses, a Ágora e/ou a Bradesco Corretora participaram, como instituições intermediárias, das ofertas públicas de títulos e valores mobiliários das companhias: Abril Educação, Aliansce, Alupar, Autoban, BNDESPAR, Banco BTG Pactual, BB Progressivo II – FII, BB Seguridade, Biosev, BHG, Comgás, CPFL Energias Renováveis, Equatorial, Estácio, Fator IFIX – FII, FII BTG Pactual Corporate Office Fund, FII – General Shopping Ativo e Renda, Fator Verità FII, Fibria, FII Brasil Plural Absoluto Fundo de Fundos, FII TB Office, FII TRX, Iguatemi, Iochpe Maxion, Linx, Marfrig, Minerva, Multiplan, Rio Bravo Crédito Imobiliário II – FII, Rodovias do Tietê, Santander Agências FII, Senior Solution, SDI Logística Rio – FII, Smiles, SP Downtown – FII, Triângulo do Sol, Tupy e XP Corporate Macaé – FII.
A Bradesco Corretora recebe remuneração por serviços prestados como formador de mercado de ações da Alpargatas (ALPA4) e Odontoprev (ODPV3). O Bradesco recebe remuneração por serviços prestados como formador de mercado de debêntures da USIMINAS e BNDESPAR, e cotas do Fundo Imobiliário BB Progressivo II.

Daniel Marques

Daniel Marques é graduado em Engenharia de Produção pelo Centro Federal de Educação Tecnológica/RJ, com MBA em Mercado de Capitais pela Fundação Getúlio Vargas. Responsável pela área de análise técnica e derivativos das corretoras Ágora e Bradesco nos sites agorainvest.com.br e bradescocorretora.com.br, é ainda analista de valores global certificado pela APIMEC. Sua atuação no mercado é composta de análises e recomendações de operações envolvendo análise técnica, opções e long and short, além de programas de TV.