Onde Colocar Stop Com o Indicador ATR

Média de Amplitude de Variação, ou simplesmente indicador ATR (do inglês, Average True Range) mede a volatilidade dos preços de determinado ativo em um determinado período.

Ou seja, quanto maior a volatilidade do ativo no período, maior será o ATR. É um imortante indicador de análise técnica e muito útil para o investidor que utiliza o stop loss para gerenciar riscos.

Diferente de outros indicadores de volatilidade, que consideram somente os preços de máxima e mínima de uma janela de tempo e ignoram outros movimento fora dessa janela, a Média da Amplitude de Variação considera o movimento entre estas janelas, apresentando um indicador mais fiel de volatilidade.

Vale lembrar de que a Média da Amplitude de Variação não indica movimentos direcionais, somente considera as oscilações do ativo.   Desenvolvido por J. Welles Wilder em 1978, no livro New Concepts in Technical Trading Systems, o ATR era originalmente utilizado para commodities que são frequentemente mais voláteis que ações.

Neste livro são citados também os indicadores SAR Parabólico e o Índice de Força Relativa IFR. Muito traders utilizam este indicador para determinar onde colocar o valor de stop-loss, é o chamado Stop-loss de volatilidade ATR.

Vamos falar mais sobre isso adiante.

Verdadeira Amplitude da Variação

Wilder criou um conceito para medir melhor a variação de um ativo, por meio da True Range (TR). Para isso, a Média de Amplitude de Variação considera sempre o maior valor absoluto entre as opções:

  • Maior preço atual menos o menor preço atual
  • O maior preço atual menos o preço de fechamento anterior
  • O menor preço atual menos o fechamento anterior

Veja que este método garante que sempre será considerada a maior variação no preço, seja ele em relação ao fechamento do Candle anterior ou em relação à abertura e fechamento atual.

O valor da Média de Amplitude da Variação será a média móvel dos períodos anteriores, onde geralmente se usa 14 períodos e pode ser com base intraday (horas, minutos) ou diária, semanal e até mensal.

Veja na imagem abaixo o comportamento do ATR conforme o Ibovespa começou a variar mais durante a crise de 2008:

ATR análise técnica

Vale lembrar que a média de amplitude de variação não é comparável entre diferentes ativos.

Uma ação que custa R$ 200, terá um ATR muito superior a uma ação que custa R$ 20, já que em valores absolutos, a variação percentual sobre 200 é muito maior do que sobre 20.

Veja a comparação das ações da AMBV3 e MMXM3. O ATR da MMXM3 varia entre 1.2 e 0.4, já que sua ação variou entre R$ 10 e R$3.

gráfico MMXM3

Já a média da amplitude de variação da AMBV3 variou entre 2.4 e 4.1, já que o preço variou entre R$ 85 e R$68.

gráfico AMBV3

Por isso, lembre-se de que o ATR é um indicador relativo e deve ser comparado historicamente com os preços anteriores do próprio ativo, ou somente com o desenho de outros ATRs de outros ativos.

O Stop-loss de volatilidade ATR

Como havíamos dito, muitos traders utilizam o ATR para determinar onde colocar o valor do stop-loss.

Note que o valor do stop-loss se estiver muito perto dos movimentos do ativo, pode ser acionado mesmo sem que  ativo esteja em uma reversão. Por outro lado, caso o stop esteja muito distante, o trader irá sofrer amargas perdas antes de sair da posição.

Para determinar o ponto ideal, pode-se recorrer ao stop loss ATR, ou seja, considerando a variação dos preços para definir o valor ideal do stop.  Para isso, o investidor deve multiplicar o valor do ATR por uma constante e subtrai-lo do preço (no caso de posição comprada).

O autor americano Van K. Tharp afirma que o valor da constante deve estar entre 2.7 e 3.4, dependendo do risco desejado pelo investidor.

Vamos a um exemplo, utilizando 3 como constante:

O gráfico abaixo mostra a EZTC3, que apresentou um forte tendência de alta em 2012. Em meados de julho, o preço cruzou a média móvel exponencial de 50 períodos e o SAR Parabólico também indicou reversão.   Para um investidor que aproveitou estes sinais, e optou por entrar no ativo em R$ 21,00, usando o ATR, ele colocaria o stop em R$ 18,69: R$ 21,00 – (0.77 x 3).

indicador ATR análise técnica

Note que esta distância de R$ 2,31 do preço foi o suficiente ara o stop-loss não ser atingido com a primeira correção de baixa, que ultrapassou para baixo de R$ 20,00. Utilizando o indicador de risco 3 para um, o investidor pode realizar seu lucro em R$ 27,00, resultando em um investimento de aproximadamente 28% de ganho.

Para utilizar o indicador ATR na prática, acesse agora a Ferramenta de Análise Gráfica do Bússola do Investidor.

Diego Wawrzeniak (@diegowrz) é autor do Guia do Imposto de Renda na Bolsa. Trabalhou no mercado financeiro e é economista pela FGV. Além de finanças, também é apaixonado por empreendedorismo, inovação e conversar com outros investidores.

  • Fabio Alencar

    Poderia explicar onde e como voce moveria seu stop nessa situação?
    Como por exemplo: Depois da correção de preços a cada candle verde que aparecia vc reajusta ou mantem seu stop inicial? poderia fazer este favor?

    Att., Fabio Alencar.