Indicador Aroon

Na análise técnica, o indicador Aroon é classificado como um oscilador de momento e os investidores utilizam o Aroon para:

  • Identificar a potencial formação de novas tendências
  • Identificar consolidações
  • Definir períodos de correção
  • Sinalizar possíveis reversões

Como o indicador Aroon pode ajudar?

Aroon foi criado em 1995 por Tushar Chande e seu nome deriva da palavra aroon em sânscrito, que significa luz da madrugada. Chande escolheu este nome devido ao indicador revelar o início de novas tendência na análise técnica.

A imagem abaixo pode parecer algo estranho a primeira vista, porém mostra como o indicador Aroon conseguiu prever com antecedência e precisão o início e o fim da tendência de alta no gráfico da CIEL3.

Após terminar de ler este artigo, esta imagem fará total sentido para você:

indicador Aroon

Como o Aroon funciona?

O indicador de Aroon leva em conta o número de dias desde de que o preço atingiu o maior ou menor valor em um intervalo de X dias, onde X é substituído pelo valor desejado.

Desta maneira, o indicador de Aroon é composto por duas linhas (usaremos 25 no lugar do X, como exemplo):

  • Aroon de Subida (ou Aroon-Up) de 25 dias: mostra quantos dias se passaram desde que o preço registrou sua máxima nos últimos 25 dias
  • Aroon de Descida (ou Aroon-Down) de 25 dias: mostra quantos dias se passaram desde que o preço registrou sua mínima nos últimos 25 dias

Apesar de ser considerado um oscilador de momento, o Aroon possui essência muito diferente dos demais, já que estes usam o preço em relação ao tempo enquanto o Aroon usa o tempo em relação ao preço.

Como sempre digo, os cálculos podem ser um pouco chatos, é verdade, porém são fundamentais para que você entenda o funcionamento deste indicador com perfeição. Muitos investidores ignoram esta etapa, e isso é errado.

Vamos lá:

Como o Aroon é calculado?

Felizmente o cálculo do indicador Aroon é bastante simples e pode ser facilmente compreendido.

Ele é expresso em porcentagem para que esteja sempre padronizado (você pode sempre escolher o número de dias considerados), flutuando entre 0 e 100 ele representa a porcentagem do intervalo que está antes da máxima (ou a mínima) serem atingidas:

  • Aroon-Subida (ou Aroon-Up) = ((25 – Nº de dias desde a máxima de 25 dias)/25) x 100
  • Aroon-Descida (ou Aroon-Down)= ((25 – Nº de dias desde a mínima de 25 dias)/25) x 100

Desta forma, quando a máxima acabou de ser atingida o Nº será zero e o Aroon-Subida será 100. Caso a máxima tenha sido atingida a 25 dias atrás,  o Nº será 25 e o Aroon-Subida zero.

Veja no gráfico da VALE5 como se comportam a curvas Aroon-Subida e Aroon-Descida e note como os valores mudam conforme o tempo passa após as máximas e as mínimas:

gráfico VALE5

Interpretando o Indicador de Aroon

É possível notar que o valor de 50 divide o período exatamente ao meio. Deste modo quando umas das linhas está acima de 50, indica que a máxima ou a mima foi obtida na metade mais recente do período em questão.

Exemplo:

  • Aroon-Subida de 25 dias acima de 50 = máxima obtida nos últimos 12 dias
  • Aroon-Descida de 25 dias acima de 50 = mínima obtida nos últimos 12 dias

Tendo este conceito claro, fica fácil entender os sinais emitidos por este indicador.

Valores constantemente altos indicam que os preços estão regularmente atingindo novas máximas ou novas mínimas para o período especificado. No entanto, valores baixos não indicam que os preços estão caindo ou subindo, é necessário conferir o comportamento da outra linha antes de inferir alguma conclusão.

A. Sinais de Novas Tendências:

Existem três estágios para um sinal de uma nova tendência:

  1. As linhas de Aroon irão se cruzar
  2. As linhas de Aroon irão cruzar para cima ou para baixo de 50
  3. Uma das linhas alcançará o valor 100

DICA: Os dois primeiros estágios nem sempre ocorrem nesta ordem.

Em uma nova tendência de alta por exemplo:

O primeiro estágio é quando a Aroon-Subida cruza para cima da Aroon-Descida. Isto mostra novas máximas sendo atingidas mais recentemente que as mínimas.

O segundo estágio é quando a linha Aroon-Subida atinge um valor acima de 50 e a Aroon-Descida vai para baixo de 50.

O terceiro estágio ocorre quando Aroon-Subida atinge 100 e a Aroon-Descida permanece relativamente baixa.

Aroon

Na figura acima mostro o gráfico da VALE3 com um Aroon de 15 dias. Note como no final de abril não tínhamos nenhuma tendência definida, com ambas as linhas de Aroon abaixo de 50.

O primeiro estágio ocorre logo no começo de maio, com Aroon-Descida cruzando para cima da Aroon-Subida. Logo em seguida já ocorre o segundo passo, quando Aroon-Descida atinge um valor acima de 50 enquanto que Aroon-Subida permanece baixa. A partir de então uma forte tendência de baixa ganha força e dura até depois da metade do mês, quando Aroon-Descida finalmente começa a baixar, é o terceiro estágio.

Uma operação vendida teria ganho mais de 25%, muito bom para duas semanas!   Note como o oposto ocorre em meados de junho com uma nova tendência de alta.

B. Períodos de Consolidação

O indicador de Aroon sinaliza um período de consolidação quando ambas as linhas estão  abaixo de 50 e/ou ambas estão se movendo para baixo em paralelo.

Valores consistentemente abaixo de 50 podem demonstram poucos negócios sendo realizados, uma vez que isso ajuda na falta de novas máximas e mínimas.

indicador aroon

Desta mesma maneira, um período de consolidação esta sendo formado quando as duas linhas descem em paralelo e existe uma distância muito pequena entre ambas, indicando que algum tipo de padrão está se formando.

Neste momento, a primeira linha de Aroon que subir acima de 50 e atingir 100, irá disparar o próximo sinal. Na imagem acima foi  a Aroon-Subida, iniciando uma tendência de alta.

Usando o Aroon na Prática

Pela plataforma de análise técnica do Bússola do Investidor você pode adicionar o indicador Aroon pelo botão “Indicadores”. Aparecerá a janela para que você configure quantos períodos serão considerados e escolha as cores de cada linha.

Sugiro que você acesse agora e ponha em prática estes conhecimentos, afinal é a melhor maneira de aprender!

DICA: Você pode combinar o Aroon com indicadores de volatilidade (como as Bandas de Bollinger) ou indicadores de força de mercado (como o On Balance Volume).

Diego Wawrzeniak (@diegowrz) é autor do Guia do Imposto de Renda na Bolsa. Trabalhou no mercado financeiro e é economista pela FGV. Além de finanças, também é apaixonado por empreendedorismo, inovação e conversar com outros investidores.