Tudo Sobre os Gráficos de Análise Técnica

Os gráficos de Análise Técnica são o principal instrumento de todo investidor que utiliza este conhecimento para ganhar dinheiro na bolsa de valores.

Sem entende-los corretamente, pouco vai adiantar aprender tópicos mais avançados, por exemplo como fazer combinações de indicadores de análise técnica.

Gráficos estão em toda parte: revistas, livros, sites de internet e até mesmo no indicador de gasolina do seu carro. São utilizados para representar informações que não seriam tão facilmente explicadas com palavras, sendo uma excelente forma de expressão.

No caso dos gráficos, a velha máxima é totalmente verdade:

“Uma imagem vale mais do que mil palavras.”

grafico candlestick

Na análise técnica não é diferente. Os gráficos são fundamentais para ilustrar os movimentos dos preços no mercado de forma objetiva, prática e visual.

Neste artigo vou explicar tudo o que você deve saber para entender corretamente os diferentes tipos de gráficos, escalas e outros elementos importantes. Após ler este artigo você saberá as vantagens de cada um deles e quando você deve utiliza-los. Vamos lá:

Períodos do Gráfico

Para estudar o movimento do preço em diferentes horizontes de tempo, é necessário ter estes dados agregados de acordo com o que você deseja observar. A unidade de tempo escolhida no gráfico chama-se período, ou frequência do gráfico.

Nos gráficos do mercado financeiro, os períodos utilizados estão divididos em dois grupos principais, de acordo com o histórico de preços considerado:

Histórico Intra-day:

  • Para gráficos com período inferior à um dia: minutos e horas
  • Utilizado para operações de day-trade (compra e venda no mesmo dia)

Histórico Diário:

  • Para gráficos com período igual ou superiores a um dia: dias, semanas, meses e anos
  • Utilizado para análises de médio e longo prazo

Como o histórico de preços é a informação base de todas as suas análises, é extremamente importante utilizar um histórico de preços ajustado para dividendos, desdobramentos e outros eventos, uma vez que estes acontecimentos não alteram o real valor da empresa.

Preços Considerados na Análise Técnica

Você que já sabe o que é a análise técnica, sabe que ela é baseada no comportamento dos preços e volumes. Então agora vamos entender como são escolhidos os preços e o volumes considerados nos gráficos de uma análise.

  • Abertura: é o preço do primeiro negócio realizado no período (no dia, por exemplo). Este é um valor interessante, pois mostra o consenso de mercado após o término do período anterior.
  • Máxima: é o maior preço pelo qual a ação foi negociada durante o período. Este valor mostra o preço máximo que os compradores estavam dispostos a pagar.
  • Mínima: é o menor preço pelo qual a ação foi negociada durante o período. Este valor mostra o preço mínimo que os vendedores estavam dispostos a aceitar pela venda.
  • Fechamento: é o valor do último negócio realizado no período. É considerado o valor mais importante na análise técnica, uma vez que mostra o último consenso em que o mercado chegou.
  • Volume: Este é o valor financeiro que foi negociadas em um determinado período. Como a Teoria de Dow explica, a relação entre o preço e o Volume também é importante na análise técnica, já que mais volume tende a dar mais relevância às alterações do preço.

Nos gráficos, estes valores são indicados pela primeira letra do nome em inglês, em geral no canto superior direito:

ohlc nos gráficos de análise técnica

O: Abertura (Open) | H: Máxima (High) | L: Mínima (Low) | C: Close (Fechamento)

Tipos de Gráficos

Ao longo dos anos, os gráficos de análise técnica também foram evoluindo, agregando cada vez mais informações sobre um determinado ativo. Vamos mostrar os 5 principais e mais utilizados tipos de gráfico:

  • Linha
  • Área
  • Barras
  • OHLC
  • Candlesticks

Gráfico de Linha

O gráfico de linha é o mais básico e também o mais comum, até mesmo fora da análise técnica.

Na imagem abaixo, você pode observar a linha juntando os valores do preço de fechamento em cada um dos dias para as ações da Pão de Açúcar (PCAR4). As datas são mostradas no eixo inferior (eixo x), enquanto os valores são mostrados no eixo do lado direito (eixo y).

gráfico de linha na análise técnica

O ponto forte deste gráfico vem justamente de sua simplicidade. Ele oferece uma forma continua e fácil de observar o comportamento dos preços. Embora o preço de fechamento seja o mais comum, este gráfico também pode considerar valores de abertura, máximas ou mínimas.

Gráficos de Área e de Barras

Os gráficos de área e barras são variações do gráfico de linha, porém envolvendo projeções gráficas diferentes. Em ambos os casos a parte abaixo da linha é preenchida, ilustrando melhor a magnitude do valor.

Estes recursos podem ser muito bem ser empregados no gráfico de Volume Financeiro, exaltando as variações das quantidades financeiras negociadas.

gráfico de área na análise técnica

Gráfico OHLC

O gráfico OHLC é um pouco mais complexo do que o gráfico de linha, porque agrega muito mais informações.

Ele indica simultaneamente os preços de abertura, fechamento, máxima e mínima em cada um dos períodos. É justamente daí que deriva o seu nome, OHLC é a abreviação para “Open High Low Close”.

Veja na imagem abaixo que o topo da barra indica a máxima do período, enquanto que a base da barra indica a mínima. Os pequenos traços horizontais nas laterais da barra indicam a abertura (traço na esquerda) e o fechamento (traço na direita).

Note também que a cor das barras varia de acordo com o movimento do preço no período: verde se o preço subiu no período (abertura < fechamento) e vermelho se caiu (abertura > fechamento).

gráfico OHLC na análise técnica

 Gráfico de Candlesticks

Este tipo de gráfico é ainda mais completo do que o OHLC.

Além de mostrar todas as informações de abertura, fechamento, máxima e mínima, os candlesticks dão destaque para as distâncias entre cada um destes valores, permitindo as chamadas análises com padrões de candlesticks.

Este gráfico foi desenvolvido no Japão, por um negociador de arroz, durante o século XVIII. Somente muito anos depois, foi apresentado ao mundo ocidental por Steve Nison, em seu livro “Japanese Candlesticks Charting Technics”.

As linhas verticais são chamadas de “sombras”, enquanto o retângulo é chamado de “corpo”. O topo da sombra marca a máxima e a base a mínima do período, enquanto o topo do corpo marca a abertura, enquanto a base marca o fechamento do candlestick.

Gráfico de Candlestick na análise técnica

Escalas nos Gráficos de Análise Técnica

Outro elemento muito importante dos gráficos é a escala. Ela que irá impactar diretamente nas proporções do gráfico e na maneira como você verá os movimentos de mercado.

Existem dois tipos de escala amplamente utilizadas no mercado financeiro:

  • Escala Aritmética
  • Escala Logarítmica

Escala Aritmética

escala aritmeticaTambém chamada de escala linear, é utilizada nos gráfico que você está acostumado a ver em jornais, revistas e na sua régua.

Na escala aritmética, como o nome diz, a distância entre um ponto e outro é a unidade. No gráfico de preços, a distância entre  1 e 2, será a mesma que entre  10 e  11, e assim por diante. No entanto, perceba que no mercado de financeiro a unidade não é sempre tão relevante assim.

Se você comprar uma ação por R$ 1 e ela valorizar para R$ 2, você terá um excelente lucro de 100%. Parabéns! Por outro lado, se você comprar a R$ 10 e vender a R$ 11, você teve um lucro de 10%. O que é um belo lucro também, porém muito inferior ou anterior.

Isso acontece por que em termos percentuais, a variação de R$ 1 vai ficando cada vez menor perto do todo. Para resolver este problema, você pode utilizar outra opção de escala, já pode pensar em alguma?

Escala Logarítmica

escala logaritmicaEsta escala já não é tão comum fora do mercado financeiro, porém ela é importante para seus investimentos.

Na escala logarítmica, a distância entre um ponto e outro é sempre a mesma %. Ou seja, a distância entre 1 e 2 é 100%, que será a mesma distância entre 10 e 20, entre 100 e 200 e assim por diante.

Por esta escala quando o valor vai de 1 para 2, ou quando ele foi de 10 para 20, você verá que obteve a mesma rentabilidade de 100%. Assim fica muito mais claro de entender quanto dinheiro você teria ganho ou perdido com o movimentos da ação.

Veja os dois gráficos abaixo a comparação entre a escala aritmética (primeiro gráfico) e a escala logarítmica (segundo gráfico), nos movimentos da OGX Petróleo (OGXP3).

Perceba que a escala aritmética nos dá a impressão de que as perdas da OGX ao longo do tempo forma ficando menores. No entanto, isso não é verdade. Veja pela escala logarítmica que na realidade as perdas se acentuaram em termos %.

escalas aritmetica e logaritmica

Agora que você já sabe como e quando utilizar cada um dos tipos de gráfico, coloque este conhecimento em prática com nossa plataforma de análise técnica. Caso tenha alguma dúvida, pergunte nos comentários abaixo, será um prazer responde-las!

 

Diego Wawrzeniak (@diegowrz) é autor do Guia do Imposto de Renda na Bolsa. Trabalhou no mercado financeiro e é economista pela FGV. Além de finanças, também é apaixonado por empreendedorismo, inovação e conversar com outros investidores.

  • Rodrigo

    Prezado obrigado pelas explicações. Agora me surgiu uma dúvida. No item “Gráfico de Candlesticks” no último parágrafo você diz:
    “…enquanto o topo do corpo marca a abertura, enquanto a base marca o fechamento do candlestick.” Isso só não é valido para o candlestick vermelho (abertura > fechamento), já que o verde, no topo temos o fechamento?

    Obrigado.

  • Diego Domingos

    Oi Diego, bom dia. Gostaria de saber onde consigo um historico de cotação minuto a minuto (de preferência ajustado) com um bom período – pelo menos de 2002 até hoje? Vi que aqui no BI tem apenas de 45 dias! Obrigado.

    • Este tipo de histórico é vendido por empresas que fornecem corações. Abs

  • Daniel Freitas

    Estou com uma dúvida referente ao gráfico candlesticks. Pelo que entendi nas definições o valor de abertura deveria ser o mesmo ou semelhante ao de fechamento do período anterior, correto? Então se o meu entendimento não estiver errado, porque neste tipo de gráfico a base do corpo de um período não mantem simetria com o topo do período seguinte, pq eles não ficam alinhados?

    • Oi Daniel,
      O preço de abertura não é igual ao preço de fechamento porque o preço do último negócio realizado no dia anterior foi diferente do preço do primeiro negócio realizado no dia de hoje.
      Abraços

      Em 3 de julho de 2014 11:52, Disqus escreveu:

  • João Batista da Costa

    Prezado Diego,

    Parabéns pela clareza e simplicidade que tem utilizado para informar às pessoas. Ví vários artigos seus e até eu que sou iniciante estou conseguindo entender. Isto para quem está se iniciando nesta seara é muito bom e edificante. Você pode indicar alguns TS, ou indicadores, que funcionem bem para Opções binárias, 60 segundos, 5 minutos e 15 minutos? Obrigado.

  • É incrível como muda a perpção quando se muda da escala aritmética para a logarítmica.

    http://www.ricodinheiro.com.br

  • Bruno Caldeira

    Boa Noite Diego, gostria de saber, se existe algum gráfico por exemplo, da corretora Rico, que mostre as informações em tempo real, se as informações com delay de 15 min. são ruins para se estudar, e se, existe algum software gratuíto que esteja sempre em tempo real com a bolsa no dia decorrente, Abraços. Bruno Caldeira.

  • Antonio Carlos Nogueira

    Parabéns Diego, é de facil compreensão e de muita utilidade seus ensinamentos.
    Abraço.

    • Obrigado Antonio! Fico feliz que tenha gostado.

      Não deixe de conferir o novo artigo sobre a Media Móvel Exponencial: http:/media-movel-exponencial/

      Abraços,

  • Josedeck Santos Cabral

    Diego,
    Ainda não aprendi diferenciar um gráfico diário de um semanal ( e de outros períodos, claro).Como posso resolver essa falha?

    • Olá Jose,

      Na plataforma do Bússola do Investidor os gráficos possuem uma letra (ou número para gráficos de minutos) no campo superior esquerdo que representa o período: http://www.bussoladoinvestidor.com.br/graficos/

      1: 1 minuto
      5: 5 minutos
      60: 1 hora
      D: diário
      W: semana
      M: mês
      etc

      Abraços,