Expert do Mercado Financeiro compartilha dicas de Análise Técnica

Assessor responsável pela mesa de Renda Variável da M. Nigro Investimentos, William Cury já trabalhou na Bradesco e KPMG. Além de um belo currículo, ele possui algo mais importante ainda: bastante conteúdo. E agora ele vai compartilhar aqui no Bússola do Investidor o que aprendeu em seus mais de 10 anos atuando no Mercado Financeiro.

Se sua intenção é adquirir mais experiência na Bolsa de Valores, desenvolver uma boa Análise Técnica e obter dicas sobre Tecnologias Ideais na hora de operar, com certeza essa conversa vai te ajudar a tomar decisões melhores.

Bússola do Investidor: Como você começou a investir?

William: Meu primeiro investimento foi aos 18 anos. Eu havia recebido um dinheiro do meu pai e logo apliquei em Petrobras e Vale – como todo investidor iniciante na época. Fiquei bastante contente vendo que estava ganhando dinheiro dessa forma. Mantive esses ativos em uma posição de Médio Prazo, durante 2 anos para ser mais exato. Depois disso, acabei saindo do mercado por um tempo. Confesso que fiquei sem operar porque precisava focar mais na profissão e, para operar na Bolsa, é preciso dedicar bastante tempo, o que me faltava naquela época. Porém, isso não durou muito tempo. Logo voltei a operar mais intensivamente, com o objetivo de trabalhar apenas como Trader e tirar meu sustento dessa forma.

Bússola do Investidor: Por que você começou a operar na Bolsa? Quais as vantagens?

William: A Bolsa me intrigava demais. Quando descobri sobre esse negócio de “ser sócio de uma empresa”, fiquei super curioso e fui procurar Tudo sobre a Bolsa de Valores. Eu já tinha uma vertente mais empreendedora e desde cedo já sabia disso. Foi então que encontrei no investimento em ações a melhor forma de exercer essa minha vocação.

A chance de obter os melhores rendimentos dentro do mercado foi a maior vantagem que vi. Outros investimentos mais conservadores, como um CDB, por exemplo, nunca me interessaram muito – isso é uma opção para o meu perfil, não quer dizer que não recomendaria para outros investidores.

Bússola do Investidor: O que é preciso saber para ter bons resultados?

William: Quando comecei, eu utilizava muita Análise Fundamentalista e pouca Análise Técnica. Hoje percebo que uma completa a outra, mas não era dessa forma que pensava. Foi por isso que acabei tomando alguns tombos. Não só no Mercado Financeiro, mas também na vida, é fundamental reconhecer o que foi feito de errado e corrigir.

post-expert-do-mercado

Então, além de Análise Fundamentalista e Análise Técnica (o que considero o básico para qualquer pessoa que quer operar na bolsa), também recomendo um bom controle de risco. Aliás, isso é o mais importante. Manter sua saúde psicológica é o ideal para saber exatamente quanto você pode perder em cada Trade. Um investidor com uma boa saúde psicológica sempre vai tomar as melhores decisões de investimento, mesmo correndo riscos de perda.

Bússola do Investidor: Quais as dicas de estudo para ter uma boa compreensão desse mercado?

William: Se você quer se especializar nisso, com certeza vai precisar dedicar bastante tempo ao estudo. Seja para operar, seja para realizar simulações ou apenas para constituir o conhecimento necessário para começar. Portanto, independe do caminho que você irá seguir, só não comece “de qualquer jeito”. Crie uma base teórica antes de ir para a prática.

Eu só tinha conhecimentos de Análise Fundamentalista quando comecei, basicamente. Foi quando eu notei que esse tipo de Análise não me dava subsidio o suficiente para “operacionalizar” a minha estratégia. O que quero dizer é que ela é mais apropriada para a “definição da estratégia” de fato. Isso porque o ‘time’ na Análise Fundamentalista não é o mesmo que na Análise Técnica, que acompanha o mercado em tempo real. Foi então que fiz um curso da PHICUBE especializado em Análise Técnica, li muitos livros e artigos sobre o assunto. Isso me permitiu identificar informações importantíssimas de Risco, Retorno, Alvos, Resistências e Suportes.

Bússola do Investidor: Você usa algum tipo de tecnologia para otimizar seus trades?

William: Sim, utilizo um Software próprio da PHICUBE para Análise Gráfica e Acompanhamento de Ativos. Mas também conheço um pouco dos Robôs Investidores, ou Algotraders. Por mais que eu nunca tenha utilizado ativamente, parece que estão fazendo um ótimo trabalho. Acredito que crescerão ainda mais futuramente.

Bússola do Investidor: Quais são os principais cuidados de quem investir em ativos da BM&FBOVESPA?

William: Acredito que existem três cuidados principais. São eles:

1) Liquidez

Evite operar ativos com falta de liquidez. Sua volatilidade geralmente é altíssima e quanto menor a liquidez do papel, mais o Slippage se torna frequente, como um reflexo do mercado pelo desequilíbrio de oferta/demanda. E isso não é legal para o Trader.

2) Preço Unitário Baixo

Evite negociar ativos com o Preço Unitário Baixo. Esses ativos já tem o problema de Liquidez e Volatilidade, mencionado anteriormente. Portanto, 1 centavo que variar de uma ação com Preço Unitário Baixo tem uma Variação Percentual maior do que a elevação de 1 centavo em ações mais caras, onde pequenas alterações não são tão prejudiciais quanto ações de pequeno valor.

3) Problemas técnicos

Reduza qualquer chance de Problemas Técnicos. Recomendo que você contrate uma boa internet para que as informações sejam transmitidas mais rapidamente e sem grandes riscos de cair a rede. Tenha também um bom computador para utilizar os Softwares de Análise, pois eles podem travar o computador facilmente já que transmitem grandes quantidades de dados a cada segundo. Por fim, entre em operações com Stop Simultâneo. Imagine se sua internet cai e você não pode operar… Se isso ocorrer, a chance de você tomar prejuízos por isso é muito grande. Então defina isso, se possível, na hora que entrar na operação. Essa Ordem Simultânea fica armazenada diretamente no sistema da BM&FBOVESPA, sendo independente da sua conexão com a internet ou da sua corretora. Se algum ativo seu chegar nesse limite de perda e você não estiver presente para sair da operação manualmente, essa ordem ativará automaticamente.

Bússola do Investidor: Qual é a sua recomendação para investidores que querem utilizar operar na Bolsa mas não sabem sobre Análise Técnica?

William: Use um Especialista. É o mesmo que você ter um problema no carro e não ter conhecimentos de mecânica para resolver a situação. Em um caso desses, você se arrisca a tentar consertar sozinho ou vai a uma oficina? No Mercado Financeiro se segue a mesma linha de raciocínio.

O Especialista vai cuidar do seu Controle de Risco, evitar que você se posicione em papéis fora do seu perfil de investimento e tomar os cuidados necessários para você ter mais sucesso nas operações. Simultaneamente, estude e pesquise muito. Assim você futuramente se tornará o especialista e saberá sozinho a tomar as melhores decisões. Indico também a conversar com outros especialistas para saber o melhor direcionamento para seus estudos e para ter um bom embasamento.

Qualquer dúvida ou sugestão, não deixe de comentar! Bons investimentos!

Estudante de Economia na UFMG, faz parte do time de Marketing da SmarttBot, plataforma de automatização de investimentos na Bolsa.