Como Definir em Qual Empresa Investir?

Se você já decidiu que a bolsa de valores é o investimento certo para você e já sabe quanto do seu dinheiro vai aplicar em ações, chegou o momento de aprender como definir em qual empresa investir.

Neste artigo vou explicar um pouco sobre os diferentes tipos de empresas negociadas na bovespa e como é importante você entender exatamente que tipo de empresa está investindo seu dinheiro.

definir em qual empresa investir

Não faltam opções

Uma coisa excelente da bolsa de valores é que nunca faltam opções de boas empresas para se investir.

Independente do como está o mercado, a economia mundial, ou a economia brasileira, sempre haverão empresas que estarão superando qualquer crise, e por algum motivo estão em um ótimo momento para receber investidos.

Atualmente mais de 350 empresas são listadas na bolsa de valores brasileira, envolvendo companhias de todos os tamanhos e setores da economia nacional.

Pela bolsa de valores você pode escolher tornar-se sócio de uma grande construtora, de uma empresa de tecnologia, ou até mesmo de um grande banco.

No entanto, como você pode imaginar cada empresa é extremamente única, tendo que ser analisada individualmente e entendida como algo totalmente separado do resto.

Mercado não é caso a caso

Com tantas empresas assim, a bolsa de valores criou índices setoriais para que você possa acompanhar o desempenho de empresas de setores específicos. Atualmente são mais de 20 índices de mercado.

Porém, mesmo assim, o índice de mercado não diz muito. É bastante comum que empresas do mesmo setor tenham desempenhos completamente diferentes, como acontece com as construtoras, as empresas de energia, e todas as outras.

em qual empresa investir

Defina o Setor

Por falar em setor de atuação, este é provavelmente o primeiro ponto que você deve analisar antes que você defina em qual empresa investir.

Dependendo da situação econômica atual a perspectiva para um determinado setor pode ser boa ou ruim.

Atualmente as empresas da bolsa de valores estão divididas nos setores:

  • Bens Industriais (Comércio, Equipamentos Elétricos, Máquinas e Equipamentos, Material de Transporte, Serviços)
  • Construção e Transporte (Construção e Engenharia, Transporte)
  • Consumo Cíclico (Comércio, Diversos, Hotéis e Restaurantes, Mídia, Tecidos, Vestuário e Calçados, Utilidades Domésticas, Viagens e Lazer)
  • Consumo não Cíclico (Agropecuária, Alimentos Processados, Bebidas, Comércio e Distribuição, Diversos, Produtos de Uso Pessoal e de Limpeza, Saúde)
  • Financeiro e Outros (Exploração de Imóveis, Holdings Diversificadas, Intermediários Financeiros, Outros, Previdência e Seguros, Securitizadoras de Recebíveis, Serviços Financeiros Diversos)
  • Materiais Básicos (Embalagens, Madeira e Papel, Materiais Diversos, Mineração, Químicos, Siderurgia e Metalurgia)
  • Petróleo. Gás e Biocombustíveis (Petróleo, Gás e Biocombustíveis)
  • Tecnologia da Informação (Computadores e Equipamentos, Programas e Serviços)
  • Telecomunicações (Telefonia Fixa, Telefonia Móvel)
  • Utilidade Pública (Água e Saneamento, Energia Elétrica, Gás)

E como você pode ver, existem várias opções. É importante entender como cada setor tem suas particularidades e dependendo do desempenho da economia, todas as empresas daquele setor acabam sendo afetadas, e uma forma ou de outra).

Defina o Tamanho

Outro ponto importante a ser definido para descobrir em qual empresa investir é o tamanho da empresa. E quando falamos de tamanho, falamos de faturamento e de valor de mercado.

Alguns dos tipos de empresas são:

Small Caps

Empresas menores, com alto potencial de crescimento. Em geral possuem um baixo valor de mercado quando comparadas com as demais empresas e têm este potencial de crescimento refletido no aumento da receita ao longo dos últimos anos.

Empresas Blue Ships

São empresas já bem estabelecidas que em geral são apontadas como um investimento de baixo risco. No entanto, na prática isso não é verdade, especialmente no Brasil. Faz pouco anos atrás que a Petrobrás era considerada uma das maiores Blue Ships da economia brasileira, até acontecer todo o escândalo de corrupção envolvendo a companhia.

Empresas Pagadoras de Dividendos

São empresas que já cresceram quase que tudo o que podiam e não possuem novas operações para investir seus lucros, de modo que este valor é quase que integralmente devolvido aos acionistas com frequência.

Esta ações são muitas vezes vistas e avaliadas como uma renda fixa, como é o caso do indicador fundamentalista Dividend Yield que divide o valor pago em dividendos pelo preço da ação.

Defina a Saúde Financeira

empresa investir

Entender a saúde financeira de uma empresa também é fundamental.

Por mais que uma empresa seja grande e conhecida no mercado, isso não impede de que a companhia esteja endividada e com seus lucros caindo ou até mesmo apresente prejuízos.

Dependendo do cenário, investir em uma empresa assim nem sempre é mau negócio, tudo depende do preço. No entanto, o que é mais fundamental ainda é conhecer bem todos os ricos antes de colocar seu dinheiro.

Neste artigo explico em detalhes alguns indicadores fundamentalistas muito úteis para conhecer melhor como estão os números de uma empresa.

Defina o Indefinível

E por último, mas não menos importante, é fundamental conhecer as perspectivas da empresa para o futuro.

Embora os números ajudem nisso, alguns fatores são tão ou até mais importantes, como:

  • Profissionalismo do time de gestão (presidente, diretores, etc)
  • Nível de transparência e governança corporativa
  • Capacidade de inovar e desenvolver novas soluções
  • Eficiência no uso do capital
  • Planos para aquisições e consolidações de mercado.
  • etc

E você, tem algum outro fator que utiliza para definir em qual empresa investir?

Escreva nos comentários abaixo :)

Diego Wawrzeniak (@diegowrz) é autor do Guia do Imposto de Renda na Bolsa. Trabalhou no mercado financeiro e é economista pela FGV. Além de finanças, também é apaixonado por empreendedorismo, inovação e conversar com outros investidores.