CDB: um dos investimentos mais populares do mercado.

CDB significa Certificado de Depósito Bancário. Ele está entre os títulos de investimento mais populares emitidos pelas instituições financeiras. A operação acontece da seguinte maneira: o investidor/cliente empresta ao banco certa quantia em dinheiro e o banco emite um certificado desse depósito (CDB), com o compromisso de devolver ao cliente o valor acrescido de juros, após um determinado período conforme prazo escolhido pelo investidor.

O CDB é um rendimento de Renda Fixa e, de acordo com o valor negociado de juros a receber, torna-se uma aplicação mais rentável que a Caderneta de Poupança. A taxa paga nos CDBs pode ser pré-fixada ou pós-fixada.

  • Rentabilidade: pré-fixada (já se sabe qual o rendimento no momento da contratação) ou pós-fixada (a rentabilidade será dada como um percentual do CDI, por exemplo).
  • Prazo (ou liquidez) do investimento: no mercado se encontram CDBs com diferentes durações, que vão desde um dia (vai render todo dia e, a qualquer momento, pode-se pedir o resgate) até alguns anos. Um CDB com 2 anos de prazo, por exemplo, somente poderá ser resgatado após este período, com a rentabilidade integral. Regra geral: maior prazo tem, usualmente, maior rentabilidade.
  • Emissor: é o banco que emite o título e capta e para quem se está emprestando o dinheiro.

Há riscos?

Toda aplicação financeira está sujeita a riscos. O importante é procurar informações sobre o tipo de aplicação, sobre a instituição financeira e sobre as variáveis econômicas que podem influenciar o resultado esperado. Geralmente os rendimentos são maiores nas aplicações de maior risco.

O investimento em CDB está entre os mais seguros para os investidores pessoa física, pois ele é garantido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Este fundo garante o valor de até R$ 250 mil por investidor por instituição financeira (emissor) do título. Isto significa que caso um investidor invista em um CDB de uma instituição que no futuro tenha problemas financeiros e não consiga pagar as dívidas, o FGC irá pagar até R$ 250 mil para o investidor (limitado ao valor investido mais investimentos até a data em que a instituição formalizar o problema). A garantia do FGC traz uma grande segurança para os investidores pessoa física.

Os grandes bancos são geralmente considerados instituições bastante seguras e sólidas. Justamente pelo mercado os considerar mais seguros, a rentabilidade dos CDBs destas instituições tende a ser menor. Já os bancos menores oferecem, diretamente ao consumidor ou por meio de corretoras de valores, CDBs com taxas bastante atrativas.

Como investir em um bom CDB

Agora é possível investir no seu futuro com o clique do mouse e com opções ao alcance dos seus dedos. A abertura de conta online do Paraná Banco, por exemplo, é isenta de tarifas e o investidor poderá fazer a gestão do capital investido completamente via Internet Banking.


Quando se investe em CDB por meio de uma corretora há a possibilidade de se pagar taxas, o que nem sempre acontece quando a compra ocorre direto no banco.

O Paraná Banco oferece CDB com taxa de 109,5% do CDI (compare com a média do seu banco de conta correta e confirme que é uma boa taxa). Sem taxas e com abertura de conta 100% online, pode ser uma ótima chance para você investir melhor. Clique aqui e confira! 

A instituição também lançou um aplicativo que permite uma experiência diferenciada na gestão dos seus investimentos por meio do celular, seja nas plataformas Android ou iOS. No aplicativo é possível realizar e consultar seus investimentos, cotações ou mesmo falar direto com o gerente de atendimento.

 

Nicole Lima

Completamente apaixonada por arte, finanças e comunicação. Nicole Lima é formada em Publicidade e Propaganda pela PUC Minas. Trabalha com comunicação estratégica e marketing no Bússola do Investidor.