Aprenda a escolher a melhor corretora de valores

melhor corretora

Uma dúvida recorrente entre as pessoas que estão começando a investir no mercado financeiro é: Qual a melhor corretora de valores? Essa é uma questão muito importante, tanto para investidores experientes como iniciantes, que influencia diretamente na estratégia de investimento e deve ser levada muito a sério.

Isso porque cada corretora possui suas próprias taxas, sistema de atendimento e infraestrutura, dentre outros pontos. Pensando nisso, preparamos uma postagem reunindo as principais características que devem ser consideradas na hora de escolher onde você deve abrir sua conta.

Continue lendo e lembre-se de deixar um comentário com suas dúvidas e opiniões!

Por que abrir conta em uma corretora de valores mobiliários?

Para investir no mercado de ações é necessário ter uma conta aberta em alguma corretora de valores mobiliários. É através dela que você receberá todos os lucros de suas movimentações e também é nela que serão descontados os possíveis prejuízos provenientes da sua estratégia de investimento.

O Brasil vive um momento econômico complicado e muitas empresas têm apresentado resultados negativos. Outras, porém, apresentam grandes saldos positivos e taxas de crescimento extremamente favoráveis. Isso acontece devido a diversos fatores e é fundamental que os investidores observem esses números de perto.

Quando uma corretora possui muitos clientes, um valor alto sob sua custódia e resultados positivos ela oferece maior segurança para os investidores. Afinal, ninguém quer ter sua conta transferida para outro lugar que nunca escolheu porque a empresa por onde operava quebrou e saiu do mercado, não é mesmo?

Mas afinal, como escolher a melhor corretora para investir?

A resposta para essa pergunta varia de acordo com o perfil de cada investidor. Para ajudar a basear sua escolha separamos cinco pontos principais nos quais você deve prestar bastante atenção: segurança, plataforma de produtos, custo, atendimento e tecnologia. Vamos explicar cada um desses pontos.

#1) Segurança

Como citamos no último tópico, preocupar-se com a segurança do seu capital é fundamental para não ter surpresas desagradáveis no futuro. Busque informações sobre o número de clientes e o valor que possui sob custódia para ter uma noção clara (e baseada em números) da força de cada uma delas.

Além dessas informações é muito importante que você verifique se a sua corretora possui o selo Cetip Certifica. Essa é uma garantia de que cada operação em Renda Fixa, como por exemplo LCI, LCA e CDB, será atrelada ao seu CPF ou CNPJ. Dessa maneira, a instituição garante a transparência nas suas aplicações, evitando fraudes e possíveis problemas.

#2) Plataforma de Produtos

Se você está em busca dos melhores investimentos no mercado, então este tópico é muito importante para você!

Procure saber qual a variedade de produtos financeiros disponíveis na corretora. Quais as opções de investimentos para renda fixa e renda variável?

Verifique se a plataforma disponibiliza investimentos de diferentes instituições buscando a melhor rentabilidade para você, ou se oferece apenas os mesmos produtos financeiros com baixo retorno para o investidor e muito lucro somente para os bancos.

De nada adianta escolher uma instituição apenas por ser segura se ela não oferece os investimentos mais rentáveis para o seu bolso. Considere essa avaliação antes de escolher uma corretora para não comprometer seus objetivos e estratégias de investimentos.

#3) Custo

Os custos influenciam diretamente nos seus ganhos e por isso você deve prestar bastante atenção a esse tópico. As taxas de corretagem, manutenção e abertura de contas variam muito de empresa para empresa. Pesquise as condições de cada uma delas e equilibre esse ponto com os outros tópicos listados nesse artigo.

Mas, cuidado! Nem sempre o mais barato é o melhor para você. O mercado está cheio de corretoras independentes que praticam preços muito baixos, mas deixam a desejar em outros aspectos, como segurança, serviço e atendimento. Nesse sentido, o barato pode acabar se tornando uma grande dor de cabeça e um risco para o seu capital.

#4) Atendimento

É muito provável que em algum momento você tenha dúvidas relativas aos seus investimentos. Contar com uma equipe especializada é fundamental para o sucesso da sua estratégia. Mas, além do conhecimento, é importante que os assessores sejam disponíveis e fáceis de contatar. Afinal, uma decisão errada pode gerar grandes prejuízos.!

#5) Tecnologia

Atualmente todas as operações de compra e venda da Bolsa de Valores são executadas eletronicamente. Por isso, é importante escolher uma empresa que possua excelente infraestrutura tecnológica e que ofereça agilidade, um sistema online estável e suporte aos usuários.

Além disso, vale ressaltar que você irá operar através de um Home Broker, interface que permite a interação direta entre o investidor e o mercado. Cada instituição financeira possui o seu sistema, com características próprias, vantagens e desvantagens, por isso é interessante que o investidor atento procure mais informações sobre o que é Home Broker e como funciona, para que possa conhecer e escolher a ferramenta mais adequada às suas necessidades.

Na sua opinião, qual a melhor corretora? Compartilhe suas experiências com nossos leitores!

Aproveite e acesse a ferramenta do Guia de Corretoras, clicando aqui.

Márcio Placedino

Márcio Placedino é membro da equipe do Toro Radar desde 2010. Estudou Administração de Empresas no IBMEC. Possui certificação de Planejador Financeiro CFP®, é Consultor de Valores Mobiliários registrado na CVM e Analista CNPI-T registrado na APIMEC.