5 Benefícios que só o Tesouro Direto Possui

tesouro direto

Tesouro Direto é com certeza “o investimento do momento” e você provavelmente já deve saber disso. Sua grande fama é um reflexo do equilíbrio dos pilares centrais de um investimento que ele pode proporcionar.

Obviamente, como qualquer outra aplicação, é necessário um estudo, planejamento e definir uma estratégia antes de investir nele. Não tendo esses pontos bem claros, é muito fácil se prejudicar nesse mercado. Aplicações financeiras não podem ser feitas por impulso, mas sim por raciocínio lógico.

Entretanto, não há dúvida de que ele é altamente competitivo no mercado e muito chamativo. É até possível dizer que ele é uma das melhores formas de se começar a investir.

Para comprovar isso, vamos conversar sobre os 5 benefícios que somente o Tesouro Direto pode te proporcionar.

 

Entenda conceitos

Antes de qualquer coisa, vamos entender alguns pontos importantes:

    • Tesouro Nacional: é a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) que pertence ao Ministério da Fazenda. É responsável pela dívida pública do Brasil e controla o “caixa” do Governo, emitindo Títulos Públicos.

 

  • Tesouro Direto: é a plataforma online cuidada pela BM&FBOVESPA. É utilizada pela STN para realizar a negociação dos Títulos Públicos e enviar os extratos de investimentos mensais aos seus investidores.
  • Título Público: é uma forma de “comprovante” que uma pessoa recebe ao comprar parte da dívida do Governo. Antigamente, era um papel parecido com um diploma, que comprovava que o Governo havia uma pendência com você. Hoje em dia, é apenas de forma eletrônica com um prazo de validade determinado.
  • Instituição Financeira: é responsável por transferir os valores e Títulos Públicos entre o Tesouro Direto e o (a) Investidor (a), além de recolher o Imposto de Renda (IR) e abrir o cadastro de quem irá investir.

 

 

 

Traduzindo: ao comprar um Título Público pela plataforma do Tesouro Direto, você está ajudando o Governo a pagar suas dívidas. Como retribuição, você recebe no vencimento do título o valor investido mais um rendimento.

Esse rendimento pode variar, dependendo do título adquirido e da instituição financeira escolhida. Cada título possui um índice diferente como referência e cada instituição possui uma Taxa de Manutenção cobrada.

Agora, vamos aos principais benefícios do Tesouro Direto.

 

1 – Tesouro Direto é a maior segurança do mercado

Os títulos públicos são totalmente garantidos pelo Tesouro Nacional, ou seja, pelo Governo Federal. Isso faz dele a aplicação mais segura que o mercado pode oferecer.

Além disso, é possível mudar a instituição financeira que você utiliza como intermédio para aplicações e sem colocar em risco sua aplicação.

Esse atributo é possível porque os títulos públicos são registrados em seu nome, não da instituição financeira intermediária.

Sendo assim, o título não fica armazenado no sistema da instituição financeira, e sim no ambiente da BM&FBOVESPA. O seu título está apenas sendo “cuidado” pela instituição escolhida. E como as negociações são realizadas no ambiente da BM&FBOVESPA, as corretoras são auditadas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Essa autarquia governamental reforça a segurança, diminuindo risco de fraudes. Caso você encontre algum problema, eventualidade ou benefício que te faça mudar de instituição financeira, não tenha medo e faça a mudança como desejar. Seu direito está garantido!

 

2 – Tesouro Direto é o mais acessível dentre as plataformas

R$ 30,00 é tudo o que você precisa para vincular um título do Tesouro Direto à sua carteira de investimentos. Esse valor é bem menor que o de costume em Fundos de Investimento.

Como também se trata de um investimento fácil, você não precisa ser um(a) megainvestidor(a) experiente ou um(a) multimilionário(a) para começar.

Qualquer pessoa com CPF – ou seja, Pessoa Física – que possua uma conta aberta em uma instituição financeira habilitada pela CVM pode investir no Tesouro Direto. Simples, rápido e prático!

 

3 – Tesouro Direto tem a maior facilidade para se investir

Investir no Tesouro Direto é a coisa mais fácil que existe!

Primeiro: porque a maioria dos bancos varejos – que são os mais conhecidos e usados – já possuem suas próprias corretoras. Portanto, são habilitados para aplicações no Tesouro Direto. Além deles, existem diversas corretoras independentes que também são habilitadas para essa operação e podem lhe assessorar muito bem.

Essas instituições gigantescas do mercado financeiro permitem diversas operações online. Isso é bom porque todas as transações de compra e venda dos papéis podem ser feitas pela internet.

Algumas corretoras, inclusive, aceitam a transferência de recursos via boleto bancário. Essa opção é mais indicada para títulos de curto prazo. Dessa maneira, o custo com o investimento é reduzido, evitando gastos com DOC e TED para aplicação e resgate dos títulos.

 

4 – Tesouro Direto tem menor custo, comparado a Fundos de Investimento

 

menor custo

 

Já sabemos que para negociar um Título Público, é necessário ter um cadastro em uma corretora. O que vai diferenciar uma corretora de outra é o custo da sua Taxa de Manutenção de seus investimentos.

A taxa das instituições financeiras geralmente varia de 0% a 2% ao ano e é independente do valor investido.

Juntamente com a Taxa de Manutenção, há a Taxa de Custódia da BMF&BOVESPA de 0,3% ao ano. Essa taxa, por sua vez, é referente aos serviços de guarda dos títulos e às informações e movimentações dos saldos;

Escolhendo a instituição financeira mais adequada para você, com certeza conseguirá um ótimo custo benefício sobre seus títulos.

 

5 – Equilíbrio dos pilares centrais de um investimento

Como dito logo no começo do artigo, o Tesouro Direto proporciona um ótimo equilíbrio dentre os investimentos que conhecemos.

Obviamente, os Títulos Públicos não conseguem um ganho de rentabilidade tão alto como ações na Bolsa de Valores. E também não tem uma ótima liquidez como a Poupança.

Porém ele consegue equalizar os 3 pontos principais que todos procuram:

  • Um rendimento que acompanha a taxa Selic ou IPCA;
  • Realizar a compra ou venda diariamente e a preço de mercado;
  • Garantir sua segurança financeira, como dito no primeiro tópico.

Agora você entende o porquê do Tesouro Direto ser o investimento mais procurado do momento, não é? Se quiser saber mais, tem também esse Guia Completo sobre Tesouro Direto.

Mas não se esqueçam: é preciso ter muito bem alinhado o seu Perfil de Investidor. Sua carteira de investimentos é muito importante e seus objetivos e estratégias devem ser seguidos rigorosamente.

Qualquer dúvida ou sugestão, não deixe de comentar, está bem? Bons investimentos!

Empreendedor no Mercado Financeiro, Thiago Nigro é Sócio do Escritório M. Nigro Investimentos e Responsável pelo blog O Primo Rico, além de ser Educador financeiro e Assessor de Investimentos com o foco em ajudar seus leitores a Investirem Melhor.